06/02/2020 às 17h04min - Atualizada em 06/02/2020 às 17h04min

Saiba como se preparar para suportar a maratona de Carnaval sem perder o rebolado

Hidratação e alimentação são fatores importantes para garantir que a folia não seja interrompida ou até evitar quadros de infecção intestinal, desidratação e ressaca.

Fernanda Sene (*)
Começou a contagem regressiva para a maior festa popular do Brasil. O Carnaval é uma explosão de cores, sons, ritmos, brilho, alegria e muita diversão. Para aguentar todos os dias de folia, é preciso estar com o condicionamento físico em dia para subir e descer ladeiras, sem perder o rebolado.

Segundo Eduardo Netto, diretor técnico da Bodytech Company, a boa notícia é que ainda dá tempo para um upgrade no condicionamento e aproveitar cada minuto da festa. “O Carnaval é uma maratona e requer cuidados. A falta de preparo físico pode prejudicar a saúde e ocasionar lesões. É importante respeitar os limites do corpo. Os abusos causam aumento da fadiga, irritabilidade, mau humor e desidratação, sensações que não combinam com o momento de descontração”.

Hidratação e alimentação são fatores importantes para garantir que a folia não seja interrompida ou até evitar quadros de infecção intestinal, desidratação e ressaca. “É possível fazer escolhas saudáveis durante o período de Carnaval com lanches fáceis de preparar, como por exemplo, sanduíche de atum com alface, tomate, azeite e pão integral, snacks de castanhas, frutas secas, nozes, barrinhas de proteína e frutas ricas em potássio e vitamina C: banana, uva, melão, melancia, abacaxi, pêssego, manga, caqui ajudam a desintoxicar o fígado, deixando a ressaca bem longe. A combinação de ingestão de alimentos balanceados e descanso - é fundamental ter algumas horas de sono -garantem boa imunidade e pique para todos os dias de festa”, garante Diana Dall Agnol, nutricionista da Bodytech Mont’Serrat.  

Eduardo Netto, preparou três dicas para melhorar o condicionamento físico e a capacidade aeróbia:
  • Força e resistência: o treino pode ser feito na academia com a ajuda de equipamentos, ou com o peso do corpo. Os membros mais requisitados durante a curtição de Carnaval são as pernas, os glúteos, o quadríceps e a lombar. Os exercícios têm o objetivo de fortalecer, melhorar a mobilidade, a locomoção, a postura e amenizar as dores na coluna. Nunca pule o treino de membros inferiores. As pernas são as responsáveis por suportar todo o peso do corpo. Músculos fracos podem sobrecarregar articulações como joelhos, tornozelos e quadril. Treinar as pernas deixa o corpo simétrico, os membros torneados e facilita a realização de tarefas como sentar, agachar, levantar, pular, e empurrar. Além disso, ajuda a encarar os desafios do dia a dia sem sufoco.
  • Alongamento: é necessário para compensar o trabalho intenso muscular. O exercício proporciona alguns benefícios ao corpo: aumenta a amplitude e a performance, previne e trata lesões articulares. Durante a folia, os grupamentos musculares que merecem atenção especial são os flexores dos joelhos, coluna lombar (prevenção de lombalgias), panturrilha, cintura escapular (prevenção de dores ou lesões no pescoço e melhora da postura) e ombros.
  • Aeróbio: intensifique as atividades aeróbias, três vezes por semana, de 45 a 60 minutos. Escolha a atividade que mais agrada: Indoor Cycle, Running Class, Elíptico, Transport, Jump, caminhada e inclua também aulas de dança para fazer sucesso nas coreografias e esbanjar gingado.
A nutricionista Diana Dall Agnol listou cinco dicas para não passar por nenhum perrengue e aproveitar cada minuto da festa:
  • Longos períodos em jejum estão fora de cogitação. Alimentar-se é essencial para manter o pique. O café da manhã deve ser reforçado, não pule e faça refeições fracionadas. Se a opção é comer fora, preste atenção na higiene dos locais.
  • Mantenha a hidratação. Inicie tomando 500ml ao acordar em jejum e ao longo do dia, beba de dois a três litros de água. Em caso de desidratação, consuma isotônicos para repor os sais minerais de maneira rápida.
  • Para não exagerar no consumo de bebidas alcoólicas, é interessante intercalar o consumo de álcool com água, suco de frutas ou água de coco. O álcool desidrata e manter-se hidratado reduz os sintomas de cansaço e ressaca. Suco de laranja com couve ajuda a desintoxicar o fígado e tem ação anti-inflamatória no sistema digestivo. Outra opção é comer ovo (cozido, de preferência), que reverte o processo de intoxicação e alivia os sintomas da ressaca.
  • Inclua alimentos funcionais, antioxidantes e anti-inflamatórios como limão, gengibre, cúrcuma e castanha do Pará; eles vão minimizar os estragos causados pelos excessos.
  • Fique longe de doces, frituras e produtos industrializados. Ao ativar o paladar com estes itens, será muito difícil ter prazer em comer alimentos saudáveis no dia a dia.
(*) Assessoria de Imprensa da Bodytech Porta Voz

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »