15/02/2020 às 10h51min - Atualizada em 15/02/2020 às 10h51min

Número de cães abandonados nas ruas de Leopoldina aumenta neste inicio de ano

Frentista foi atacado e foi parar no pronto socorro. População pede a ativação da carrocinha.

Luiz Otávio Meneghite
Sempre foi grande o número de cães nas ruas de Leopoldina(Arquivo GLN)

Um frentista de um posto de abastecimento de Leopoldina narra ao repórter que um colega seu foi atacado por uma matilha de cães que perambulava nas imediações da Avenida Jehú Pinto de Faria em direção ao bairro Caiçaras.
 
Segundo o funcionário, que é leitor do Jornal Leopoldinense, não é a primeira vez\ que isso ocorre neste início de ano sendo que uma das vítimas foi parar no pronto socorro municipal para atendimento. Ele sugere ao repórter que aborde o assunto em matéria no Jornal. Sugestão aceita, vamos aos fatos.
 
A todo o momento a população se depara com o grande número de cães que passaram a perambular pelas ruas de Leopoldina nos últimos dias. São todos cães vira latas, uns mais arredios, outros dóceis e alguns, talvez assustados, agressivos como o que atacou o frentista.

O Jornal Leopoldinense apurou que o canil municipal está ativo e os animais lá recolhidos são bem tratados  e recebem assistência veterinária. Acontece que o número de cães abandonados nas ruas aumentou e podem causar problemas mais sérios à população. O que se pede é que a ‘carrocinha’ seja ativada para retirá-los das ruas.


Matéria relacionada:

Falta uma política efetiva de controle de animais abandonados em Leopoldina

 

Prefeitura recolhe cães de rua 
(Foto Kalon Moraes)

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »