15/02/2020 às 19h47min - Atualizada em 15/02/2020 às 19h47min

Conheça as dez principais curiosidades do setor de florestas plantadas

A maior base florestal plantada do país pertence ao estado de Minas Gerais, que se consolida como o principal produtor de carvão vegetal do mundo.

Ana Flávia Tornelli (*)
Foto Agência Brasil
Você sabia que, apesar de representarem pouco menos de 1% do território nacional, as florestas plantadas são responsáveis por 91% de toda a madeira produzida no Brasil para fins industriais? Em Minas Gerais, a área cultivada de florestas plantadas já ultrapassou a marca de dois milhões de hectares, reforçando a posição do estado como maior detentor do plantio de florestas do país. Estas florestas são cultivadas para a produção renovável de madeira, que abastece o mercado produtor de painéis, pisos laminados, carvão vegetal, lápis, celulose, madeira tratada, serrada, entre outros produtos madeireiros. Os dados são da Associação Mineira da Indústria Florestal (AMIF), que nesta sexta-feira, 14, participou de encontro com grandes líderes, em Belo Horizonte, para debater as principais tendências e perspectivas da indústria florestal para o ano de 2020.

Preparamos esse conteúdo especial com as dez principais curiosidades deste setor, fundamental para a economia, desenvolvimento social e conservação ambiental. Confira!

1)Minas Gerais é líder mundial de produção e consumo de carvão vegetal proveniente das florestas plantadas. Este carvão é uma fonte de energia e combustível limpo e renovável.

2)As florestas plantadas cumprem importante papel social, ambiental e econômico, na medida em que reflorestam áreas degradadas, contribuem para manter a disponibilidade da água e nutrientes do solo, amenizam a pressão sobre as florestas naturais, já que oferecem madeira renovável, geram empregos e contribuem para a inclusão social.

3)No estado de Minas Gerais, as florestas plantadas com representação da AMIF estão presentes em mais de 238 municípios mineiros, e são compostas por várias espécies de árvores que possuem, em comum, o manejo sustentável com finalidade de produção de madeira.

4)Os plantios florestais são considerados culturas agrícolas em âmbito nacional, assim como a soja, milho, café e algodão, por exemplo. A cultura agrícola de florestas plantadas são braços da agroindústria brasileira e merecem destaque pelos benefícios propiciados ao solo, à conservação dos recursos hídricos, melhoria do microclima local, captura de CO2 e liberação de O2 na atmosfera. Seus ciclos podem chegar a mais de sete anos em campo, o que multiplica tais benefícios.

5)Além dos conhecidos cultivos agrícolas de eucalipto e pinus, o estado conta com consideráveis plantios de mogno africano, cedro australiano e seringueira, entre outras espécies. É fundamental a diversificação de plantios, gerando pesquisa e desenvolvimento no Estado.

6)Minas Gerais é o estado que possui a maior concentração de universidades e institutos que oferecem o curso de engenharia florestal, a profissão apta para a condução e manejo de florestas. De instituições federais, com curso de bacharelado e técnico, são mais de seis entidades, entre UFV, UFMG e UFLA .

7)A madeira está presente na vida de 100% dos brasileiros. É um dos materiais mais versáteis utilizados pelo homem desde o início das civilizações. A madeira está presente como produto nos móveis, pisos, na estrutura das residências e, indiretamente, em todos papéis de higiene, de escrita, na produção do aço, tintas, essências, remédios, combustível. Enfim, a madeira oferece múltiplos usos de forma limpa e renovável.

8)Com a necessidade do Brasil de gerar mais energia e o interesse do poder público em produção de energia limpa e renovável, os produtores de madeira perceberam outra grande oportunidade de expansão dos negócios. Isso porque, também na produção de biomassa florestal, as plantações de árvores têm vantagens que se destacam em disponibilidade e segurança energética.

9)De acordo com a IBA – Indústria Brasileira de Árvores, o setor arrecada, no Brasil, R$ 11,5 bi em tributos, o que corresponde a 0,9% da arrecadação nacional.

10)Cada 1 hectare de floresta plantada preserva cerca de 0,6 hectare de florestas nativas.

Sobre a AMIF

A AMIF nasceu da antiga ABRACAVE – Associação Brasileira de Carvão Vegetal, criada em 1976, com o objetivo de contribuir para o crescimento sustentado e o ordenamento desse importante segmento. No ano de 2003, a ABRACAVE passou a se chamar AMS – Associação Mineira de Silvicultura.

Em busca de novos potenciais, a AMS evoluiu para AMIF – Associação Mineira da Indústria Florestal no ano de 2018. Com nova identidade visual, maior representatividade do setor, nova missão, novas perspectivas e acompanhando um setor em constante evolução e aprimoramento, a associação se fortaleceu e ampliou seus horizontes.

A AMIF representa a indústria de base florestal de Minas Gerais. Hoje, a entidade atua pelos interesses da indústria e dos produtores florestais, responsáveis por uma atividade ambientalmente sustentável, que gera empregos nas áreas rurais e contribui efetivamente para a economia do país.  Atualmente a entidade conta com 22 empresas associadas. Juntas, as empresas associadas da AMIF somam quase um milhão de hectares de plantios florestais.

(*) Link Comunicação Empresarial-Comunicadora Corporativa

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »