24/04/2020 às 14h35min - Atualizada em 24/04/2020 às 14h35min

Documentário de André di Mauro mostra panorama da vida e obra do cineasta mineiro. Humberto Mauro

Para celebrar seu nascimento, em abril de 1897, o Polo Audiovisual da Zona da Mata mineira presta uma homenagem ao cineasta.

Beth Sanna (*)
Pioneiro do audiovisual brasileiro, Humberto Mauro conquistou o reconhecimento mundial com uma grande carreira entre a década de 1930 e 1960, quando produziu mais de 300 filmes, entre curtas, médias e longas metragens, tornando-se um mestre para as gerações futuras por seu estilo único e criatividade para enfrentar desafios.
 
Para celebrar seu nascimento, em abril de 1897, o Polo Audiovisual da Zona da Mata mineira presta uma homenagem ao cineasta que realizou, em Cataguases e em Volta Grande, a maior parte de sua obra. A partir do dia 24 de abril, o longa-metragem “Humberto Mauro” estará disponível para exibição gratuita no poloaudiovisual.tv.
 
Com direção de André Di Mauro, sobrinho-neto do realizador, e produção da Di Mauro Filmes, o documentário apresenta um panorama da vida e obra do precursor do cinema brasileiro através de seus filmes, com recortes de imagens e entrevistas realizadas nos anos 60. Humberto Mauro conta suas histórias, fala sobre seu estilo cinematográfico e dos recursos técnicos criados por ele para vencer as adversidades de fazer cinema em meados do século passado, em uma pequena cidade do interior do país.
 
O filme fez sua estreia no 75º Festival Internacional de Cinema de Veneza, na Itália, um dos mais conceituados do mundo, em 2018. Para o diretor André Di Mauro, a estreia foi motivo de grande emoção: “Em 1938 meu tio-avô Humberto Mauro foi o primeiro cineasta brasileiro a participar de um evento internacional de cinema, o Festival de Veneza, onde exibiu três filmes. Exatamente 80 anos depois, estamos de volta a Veneza e justamente com um documentário sobre a vida dele. Foi um belo momento de celebrar, divulgar e promover o cinema brasileiro”.
 
No mesmo ano, o longa “Humberto Mauro” integrou a programação da Mostra Juventudes do 6º Festival Ver e Fazer Filmes, em Cataguases.  Cerca de 250 estudantes do Ensino Médio de diversas cidades da região assistiram à exibição e debateram sobre o filme com o diretor André Di Mauro.
 
Desde então o documentário já foi exibido em festivais nacionais e internacionais, tendo conquistado prêmios na Espanha e no Uruguai, além de ter sido um dos 12 filmes brasileiros que disputaram a vaga para representar o Brasil no Oscar 2020 na categoria “Melhor Filme de Língua Estrangeira”.
 
Acesse poloaudiovisual.TV para assistir gratuitamente.
 
(*) Assessoria de Comunicação do Polo Audiovisual da Zona da Mata
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »