30/04/2020 às 18h16min - Atualizada em 30/04/2020 às 18h16min

Prefeitura de Leopoldina obtém êxito na aquisição de máscaras N95 PFF2

As máscaras N95 são as mais indicadas e utilizadas para os profissionais de saúde em todo o mundo para enfrentamento do COVID-19

Modelo de de máscaras N95 PFF2 (Imagem meramente ilustrativa)
A Prefeitura Municipal de Leopoldina realizou a aquisição de máscaras N95, modelo PFF2, para profissionais de saúde atuarem no enfrentamento da pandemia que assola o mundo. Foram adquiridas 20.000 unidades da máscara N95 PFF2, com o preço unitário de R$19,00 totalizando R$38 mil reais.
 
Primeiramente, cumpre esclarecer que a principal função da máscara citada é a de proteger a boca e o nariz do profissional de saúde para que a saliva, a mucosa bucal e as secreções respiratórias não tenham contato com um ambiente contaminado por aerossóis, sendo este o equipamento de proteção individual (EPI) mais indicado e utilizado para trabalhadores no enfrentamento ao COVID-19 no mundo todo. Sua capacidade de filtração e resistência a materiais particulados chega a ser de 95% de eficiência de partículas maiores que 0,3µm (unidade de medida utilizada é o micrômetro, ou seja, um milionésimo do metro). As máscaras que foram adquiridas pela Prefeitura além de serem N95, são da classe PFF2, que passam pelo crivo da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e do Ministério do Trabalho.
 
É de vivência de todos os municípios da região e do Brasil, a dificuldade na aquisição de diversos itens para enfrentamento da pandemia, tais como, máscaras cirúrgicas, máscaras N95 PFF2, aventais descartáveis, termômetros infravermelhos digitais, etc. Com o aumento da procura e diminuição dos estoques a nível global, todos os preços sofreram sucessivos aumentos e uma enorme dificuldade para encontrar quantidade que atendam com pleno êxito.
 
O município de Leopoldina já havia conseguido adquirir algumas pequenas quantidades (100 unidades, 200 unidades) com vários fornecedores, pois não era encontrado nenhum com grande estoque. Sendo assim, somente na última semana foi logrado êxito ao encontrar em um mesmo fornecedor uma maior quantidade para atender a demanda ora planejada. A PML ao procurar empresas que fornecessem este EPI, o encontrou com os mais variados valores, inclusive no preço unitário de R$ 60,00, o qual foi descartado pelo altíssimo valor.
 
Deve-se reconhecer que a preocupação deve girar em torno dos profissionais de saúde que estão em contato direto com diversos indivíduos em diversificados atendimentos. Vinculados às ações de enfrentamento ao COVID-19, a Prefeitura Municipal tem um total próximo de 500 servidores, ou seja, um número considerável de máscaras ao longo dos meses. Sabe-se que o número de infectados entre os trabalhadores dessa área é grande, uma vez que são os mais expostos, e por decorrência, também, da falta de equipamentos de proteção individual. Desde o início da pandemia, várias foram as reportagens que profissionais de saúde no Brasil e mundo afora recebiam apenas uma unidade da máscara N95 para ser utilizada durante toda a pandemia, o que deve ser combatido.
 
A distribuição das máscaras, inicialmente, será da seguinte forma: cada funcionário receberá 05 unidades para devida utilização e reutilização. Porém, a cada vez que existir: a) um procedimento gerador de aerossol; b) contaminação via sangue, fluidos corporais, secreções respiratórias e nasais; e c) coleta de amostra para exame de caso suspeito; a máscara deve ser descartada, devido ao alto risco de contaminação do profissional.
 
É importante destacar que caso seja necessário a ativação de um hospital de campanha, utilizado exclusivamente para atendimentos de casos de COVID-19, o número de máscara N95 a serem utilizadas será em grande número e larga escala. Dessa forma, a Secretaria Municipal de Saúde está equipada, inicialmente, para uma possível urgência dessa demanda.
 
Vale destacar também que todo processo de compra é iniciado na secretaria municipal requisitante e é encaminhada para o setor de compras da Prefeitura Municipal de Leopoldina, o qual conta com 04 servidoras de carreira, para devida análise de fornecedores e obtenção de orçamentos para aquisição. Em se tratando do atual período, após o processo iniciado e autorizado pela secretaria responsável e prefeito municipal, todas as informações são minuciosamente analisadas pela Comissão de Licitação, composta por outros 05 servidores, para devida averiguação de todas as condicionalidades, impedimentos, autorizações, avaliação de preço, etc. Portanto, qualquer compra não é um ato unilateral do prefeito ou secretário municipal responsável, uma vez que passa por diversos setores e servidores de carreira da Prefeitura.
 
A Prefeitura Municipal de Leopoldina continua pedindo o apoio de toda a população para a vitória dessa batalha.
 
Fonte: Secretaria Municipal de Saúde de Leopoldina, enviado pela Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal de Leopoldina

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »