03/05/2020 às 10h04min - Atualizada em 03/05/2020 às 17h17min

1° de maio - Bispo destaca a fé, as provações e o trabalhador que foi São José Operário

Ele é o patrono e protetor da Igreja Católica e Padroeiro das Famílias, pela fidelidade a sua esposa e dedicação paternal a Jesus.

O bispo diocesano dom Edson Oriolo, presidiu em 1º de maio, uma Missa na Capela Santa Terezinha.
São José, o Carpinteiro esposo da Virgem Maria e pai adotivo de Jesus é o Padroeiro dos Trabalhadores, cujas festas litúrgicas são comemoradas no dia 19 de março e também no dia 1º de maio, sendo essa última data instituída pelo Papa Pio XII, em 1955, coincidindo com o Dia Internacional dos Trabalhadores.

Ele é o patrono e protetor da Igreja Católica e Padroeiro das Famílias, pela fidelidade a sua esposa e dedicação paternal a Jesus. Em todo o mundo, templos católicos levam o seu nome, principalmente na área episcopal da Diocese de Leopoldina, que promovem festas para celebrar a data. Neste tempo de isolamento social, os fiéis acompanharam as transmissões ao vivo das celebrações em seus lares. Algumas paróquias, das quais São José  é padroeiro, desfilaram com a imagem em cima de um carro pelas ruas das cidades.

O bispo diocesano dom Edson Oriolo, presidiu na noite desta sexta-feira, 1º de maio, uma Missa na Capela Santa Terezinha, localizada no interior da residência episcopal, em Leopoldina. A página da Diocese de Leopoldina no Facebook transmitiu ao vivo a celebração. Link do vídeo: https://youtu.be/kwY8PHrTsY8

Em sua homilia, fez referências a vários papas que escreveram sobre São José, reverenciando a sua importante memória dentro da história da Salvação, assumindo a Paternidade de Nosso Senhor Jesus Cristo. Lembrou da Encíclica do Papa Leão XIII sobre o patrono da Igreja; da Exortação Apostólica Redemptoris Custos, do Papa João Paulo IIque estuda a vida de São José e de seu matrimônio; entre outros documentos e menções de Bento VI, Francisco e outros papas.

Dom Edson comentou ainda sobre a figura de São José, um homem justo e piedoso, destacando três pontos importantes: sua fé, as provações e o trabalhador que ele foi, lembrando de seu cuidado para com Nossa Senhora e seu filho Jesus. “Por causa de sua fé, ele soube superar as provações de sua própria vida”, disse o bispo, citando o episódio narrado pelo evangelista Mateus quando Maria achou-se grávida do Espírito Santo, além de mencionar momentos da viagem para Belém, das dificuldades de encontrar hospedarias quando Maria entra no trabalho de parto e da fuga para o Egito com um Recém-Nascido.

Também salientou o grande trabalhador que foi, demonstrando ser um exemplo para tantas pessoas que exercem e ganham a dignidade na própria vida. “São José é modelo para exercemos o nosso trabalho, desde os mais simples. É importante mostrarmos esse homem que lutou, que desempenhava várias atividades para sustentar sua família. Somos chamados a continuar nossa missão de cristãos e pedir sua intercessão junto a Deus”, finalizou.

Assessoria de Imprensa da Diocese de Leopoldina

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »