30/08/2014 às 18h28min - Atualizada em 30/08/2014 às 18h28min

Aécio Neves: Temos que mudar na direção correta, e a direção correta é a da coerência política

Em visita a São José do Rio Preto (SP), na manhã deste sábado (30/08), o candidato da Coligação Muda Brasil à Presidência da República, Aécio Neves, afirmou que pretende iniciar um novo tempo de desenvolvimento e justiça social no Brasil. Aécio destacou que sua candidatura e a de seu vice, Aloysio Nunes, têm consistência e coerência, diferentemente das propostas que candidata Marina Silva (PSDB) decidiu apresentar agora.

"Não basta mudar. Temos que mudar na direção correta, e a direção correta é a da coerência política. Governar não é algo tão simplista quanto alguns querem fazer parecer", afirmou Aécio. O candidato ressaltou que a construção de um projeto coletivo, que concilie ética e competência, ocorrerá apenas com o exercício da solidariedade na política. "Quem acredita que de forma solitária pode apresentar um caminho, caminhar sobre as águas e levar todos a um futuro melhor irá se frustrar, mas frustrará principalmente aqueles que acreditarem também", salientou.

Aécio ressaltou que sua candidatura é a que atende às expectativas dos brasileiros.

"Apresento ao Brasil um caminho consistente, testado, no qual a experiência e a competência vão estar a serviço dos brasileiros para melhorar a saúde, a segurança pública, a qualidade da educação. Estou convencido de que agora a campanha começou de verdade. E é agora que as ideias dos candidatos devem ser apresentadas e confrontadas com a sua história de vida. Quero iniciar um novo tempo de desenvolvimento e de justiça social no Brasil", destacou.

Ao lado do vice-presidente na sua chapa, Aloysio Nunes, do governador de São Paulo e candidato a reeleição, Geraldo Alckmin (PSDB), do candidato ao Senado Federal José Serra (PSDB), dos deputados federais Duarte Nogueira e Vaz de Lima, ambos do PSDB-SP, e do candidato a deputado federal Rodrigo Garcia (DEM), Aécio participou de ato político no Palestra Esporte Clube. Antes, ele visitou o comitê de campanha de Garcia.

Propostas

Ao ser questionado sobre o conteúdo do programa de governo lançado nesta sexta-feira (29/08) pela candidata à Presidência da República pelo PSB, Marina Silva, Aécio alertou sobre as incoerências existentes nas diretrizes com o que a candidata defendia antes. O programa traz propostas como a manutenção dos pilares de estabilidade econômica e a valorização do agronegócio, ideais há tempos já defendidos pelo PSDB.

"O programa da candidata Marina é a maior homenagem que eu podia receber nesses 30 dias restantes de campanha, porque, na verdade, ele afirma que as nossas convicções, aquilo que nós defendemos ao longo de toda a última década, é o caminho correto. Ela defende as nossas políticas no campo econômico, mesmo tendo-as combatido quando militava dentro do PT, defende as nossas experiências de gestão pública em Minas Gerais, sem dar o crédito, é claro, mas isso é compreensível. E busca aplicar algo que não é novo, já existe em Minas Gerais, como a remuneração variável a partir de metas alcançadas, como nós praticamos na Educação", afirmou.

Original X Genérico

Aécio acrescentou que, se desde o início da luta pela estabilidade econômica, do Plano Real e da Lei de Responsabilidade Fiscal, o PSDB tivesse contado com o apoio da candidata, "que hoje considera esses avanços importantes, a nossa travessia talvez tivesse sido feita com menos dificuldades".

"A objeção, a oposição ferrenha do Partido dos Trabalhadores, e obviamente de todos os seus membros naquele momento, fez com que a nossa trajetória tivesse sido ainda mais dura. Mas o importante é que nós vencemos, a estabilidade está aí, agora colocada em risco pelo atual governo", avaliou.

Ele completou dizendo que, "entre o original e o genérico, essa nova versão adaptada das convicções da candidata Marina, a quem respeito, acho que os brasileiros ficarão com o original".

Assessoria de Imprensa do PSDB


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »