18/05/2020 às 08h09min - Atualizada em 18/05/2020 às 08h18min

Árvores sem poda há mais de dois anos são mutiladas na Cohab Velha

Moradores pedem que serviço seja realizado corretamente

Sem poda galhos se embolam nas fiações. Particulares realizam poda radical e de outras árvores envenenadas há mais tempo só restam o tronco (Fotos: Luciano Baía Meneghite)
Diz o ditado que um crime não justifica o outro, mas crimes ambientais contra as árvores urbanas de Leopoldina seguem sendo cometidos nos últimos anos praticamente sem impedimento ou punição.  

Um exemplo disso é o que vem ocorrendo no Conjunto Habitacional Maria Guimarães França, a “Cohab Velha”. Há mais de dois anos a Prefeitura de Leopoldina ou a empreiteira contratada por ela não realiza a poda dos oitis no bairro. O resultado são árvores crescendo emboladas às fiações, dificultando a passagem de pedestres e veículos, além de escurecer ruas durante a noite.  A revolta de alguns moradores tem levado a medidas extremadas, como a poda radical, corte total ou envenenamento das árvores.

Os moradores de bom senso pedem urgentes providências para salvar o que ainda resta.


As árvores já foram mais bem podadas em anos anteriores
(Foto: Luciano Baía Meneghite - 07/08/2010)

Matérias relacionadas:


Poda de árvores tem que começar em maio e terminar em agosto, recomendam biólogos
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »