09/06/2020 às 16h29min - Atualizada em 11/06/2020 às 18h32min

Acidentes com pipa na rede elétrica cresceram durante isolamento social

Ocorrências aumentaram 129% no primeiro quadrimestre de 2020, comprometendo o fornecimento de 4,8 mil clientes.

Comunicação Social Energisa

Soltar pipa é uma brincadeira que atravessa gerações. O passatempo é uma diversão muito comum e agora, que crianças estão passando mais tempo em casa, a prática tem crescido. A distração pode causar danos à rede elétrica, comprometendo o fornecimento de energia nos locais atingidos, além de expor crianças ao risco de acidentes graves.  

 

Entre janeiro e abril deste ano, houve um aumento de 129% no número de ocorrências de pipa na rede elétrica na área de concessão da Energisa Minas Gerais, em comparação a 2019. No mesmo período do ano passado, foram registradas sete ocorrências, enquanto em 2020 essa quantidade subiu para 16, comprometendo o fornecimento de 4,8 mil clientes.  

 

Muriaé é a cidade da área de concessão da Energisa em Minas que registra o maior número de ocorrências, com 25% do total. Ubá é a segunda, com 18,7%. Neste último sábado, 06 de junho, a Energisa registrou duas ocorrências de interrupção de energia por pipa na rede sendo uma em São João Nepomuceno e a outra em Miradouro. 

 

Felizmente, nenhum acidente de choque elétrico foi registrado até o momento, mas o risco é iminente. Por isso, preocupada com a segurança da população, a Energisa preparou algumas orientações importantes: 

 

- Jamais solte pipa próximo à rede elétrica; 

 

- Não utilize materiais cortantes, como a linha chilena e o cerol; 

 

- Nunca tente remover a pipa que tenha ficado enroscada na rede elétrica. Apenas os profissionais autorizados pela Energisa, munidos de todos os itens de segurança e treinamentos necessários, podem fazer a manutenção na rede elétrica; 

 

- Não solte pipa próximo a ruas e avenidas. A linha pode ser perigosa para os condutores, causando, principalmente, acidentes com motos e bicicletas; 

 

- Não empine pipa em dias de chuvas e relâmpagos; 

 

- Alerte outras pessoas sobre o risco de soltar pipas sem os devidos cuidados. A conscientização é fundamental para reduzir transtornos e acidentes; 

 

- Ao verificar pipas presas à rede elétrica, entre em contato com a Energisa por meio dos canais de atendimento. 



--
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »