25/06/2020 às 17h55min - Atualizada em 25/06/2020 às 17h55min

Pirapetinga recebe novo fórum e Cejusc

Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania busca resolver os conflitos de forma pacífica

Novo fórum de Pirapetinga abriga uma unidade do Cejusc
Terra habitada ancestralmente pelos índios puris, o núcleo primitivo da atual Pirapetinga cresceu em torno da capela de Sant'Ana, às margens do Rio Pirapetinga, na Sesmaria Solidão. Em 1850, foi realizada a primeira missa nessa capela, em 1938, o povoado foi elevado à categoria de cidade e, há 30 anos, em 1990, foi instalada a comarca no município.

Na tarde de ontem (24/6), Pirapetinga inaugurou seu novo fórum e o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) para melhor atender às demandas jurisdicionais da região. Em cerimônia por videoconferência, transmitida ao vivo nas redes sociais do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), a inauguração contou com a presença de diversas autoridades.


O presidente do TJMG, desembargador Nelson Missias de Morais, destacou que a maior obra de sua gestão, que termina na próxima semana, é ter dado melhores condições de trabalho a magistrados e servidores. As melhorias, que incluem não só as novas edificações como também a expansão do Processo Judicial eletrônico (PJe) para todas as comarcas, permitirão ao Judiciário atender com mais qualidade os operadores do Direito e os jurisdicionados.

"Temos que levar à sociedade o que ela espera de nós, que é a prestação jurisdicional com resultados positivos", afirmou o presidente.

O juiz diretor do foro da Comarca de Pirapetinga, Glauber Oliveira Fernandes, comemorou as novas instalações e o início das atividades do Cejusc. "Um novo prédio mais seguro, funcional e acessível demonstra a disponibilidade do Poder Judiciário para uma prestação jurisdicional de melhor qualidade para a comunidade local. E o Cejusc concretiza a política judiciária nacional para dar celeridade à pacificação social", afirmou.

Cejusc

"O Cejusc possibilita a concretização da finalidade que caracteriza sua criação, ou seja, a harmonia das relações e a consequente paz social, através do acesso à Justiça de modo menos burocrático e mais equânime. Estou certa de que hoje a Comarca de Pirapetinga dá um novo passo rumo a um futuro promissor", declarou a 3ª vice-presidente do TJMG, desembargadora Mariângela Meyer.
 

Os Cejuscs são unidades do Poder Judiciário especializadas no atendimento ao público para a solução consensual de conflitos e para a orientação nos assuntos relativos à prática da cidadania.

Presenças
Estiveram presentes no Edifício Sede do TJMG os juízes auxiliares da Presidência Luiz Carlos Rezende e Santos, Delvan Barcelos Junior e Jair Francisco dos Santos, e o desembargador Geraldo Domingos Coelho.

 
Estiveram presentes em Pirapetinga o prefeito do município, Enoghalliton de Abreu Arruda; o promotor de justiça Madson da Cunha Mouta; o presidente da subseção local da Ordem dos Advogados do Brasil/MG (OAB/MG), Paulo Felipe Rodrigues Pacheco; o delegado da Polícia Civil Thiago Carvalho Couri; e o subtenente da Polícia Militar Éder Fontanela.

Assessoria de Comunicação Institucional - Ascom
Tribunal de Justiça de Minas Gerais - TJMG

 

 

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »