05/09/2014 às 14h21min - Atualizada em 05/09/2014 às 14h21min

Estreia de O Combinado leva público a dar muitas gargalhadas

Espetáculo volta a ser encenado nesta sexta-feira, com entrada franca no Centro Cultural Humberto Mauro

Flávia Massena, Gabriel Nunes, Carlos Sérgio e Roberta Rodrigues momentos antes de entrarem em cena.

O público lotou o Centro Cultural Humberto Mauro, na noite desta quinta-feira, 4 de setembro, para assistir à estreia da peça "O Combinado", de Carlos Sérgio Bittencourt, que também assina a direção e é encenado pelo Grupo Ktarse. O espetáculo é mais um projeto aprovado pela Lei Ascânio Lopes de Incentivo à Cultura de Cataguases. O espetáculo continua em cartaz nesta sexta-feira, 5, sábado, 6 e domingo, 7 de setembro, sempre às 20 horas com entrada gratuita.

Com dois excelentes atores no palco, Gabriel Nunes e Roberta Rodrigues, a peça conta a história de um casal de pessoas simples, típicas do interior mineiro. Os gestos, caras e bocas feitos por eles, por si só garantem o riso solto. Aliado à isto, o ótimo texto de Carlos Sérgio dá corpo a uma história simples, porém, muito interessante e que leva a plateia a interagir com os atores em diversos momentos do espetáculo.

Carlos Sérgio é um veterano do teatro cataguasense e por suas mãos já passaram ótimos atores como, por exemplo, Eduardo Dascar e Fernanda Lobo, a quem a peça é dedicada. Atualmente dedica-se a ensinar a arte de representar aos jovens da cidade e a escrever e montar peças como "O Combinado" que encantam plateias de todas as idades. Dono de um talento imenso para criar histórias e outro do mesmo tamanho para dirigir seus espetáculos, Carlos Sérgio, acerta sempre na veia da plateia. A peça ainda contou com Assistência de direção de Paulo Lopes, Produção Geral de Flávia Massena, Sonoplastia e operação de som a cargo de Marcos Alves, a Iluminação é de Rogério Tumati e os Figurinos e acessórios de Marco Andrade

Roberta Rodrigues é a palhaça do "Doutores Cura-Cura", grupo mantido pelo Instituto Francisca de Souza Peixoto. Talentosa ao extremo, carismática e sempre muito à vontade em cena, ela é Maria Angélica, em O combinado. Desnecessário dizer que o simples fato de estar em cena caracterizada pelo personagem, o riso é garantido e o espectador tem a certeza de uma interpretação espontânea, simples e magnífica. Roberta parece mesmo ter nascido para a comédia, mesmo se saindo muito bem em atuações nada cômicas. 

 

Gabriel Nunes Tupinambás, é músico, percussionista e para a surpresa de muitos, e a certeza daqueles que o conhecem de perto, é um ator de mão cheia que se encaixou como uma luva no personagem "jeca" de seu "Carlos Alberto", par de Maria Angélica. Com uma interpretação segura, criou um caipira típico sem exageros e presenteou o público com um personagem que a plateia se identifica e simpatiza logo de cara. Se a safra atual de atores já era de ótima qualidade, Gabriel não apenas confirma a fama como obriga o espectador a prestar ainda mais atenção nesta geração talento.

Site do Marcelo Lopes

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »