06/09/2014 às 16h02min - Atualizada em 06/09/2014 às 16h02min

Cachoeira de Recreio está desativada, diz jornal

Todos esperam sua reativação e retorno aos bons tempos. A primavera já se aproxima e o calor também

Há mais de 40 anos a cachoeira sempre prestou serviços atrativos para a cidade.

O semanário recreiense ‘A Voz da Cidade’, editado pelo jornalista Will Sérgio Brum, publicou na capa de sua última edição, uma matéria sobre a difícil situação da ‘Cachoeira de Recreio’, que se encontra sem funcionar com regularidade desde a primavera do ano passado.

De acordo com o jornalista, “a Cachoeira dos Monos, principal atração turística de Recreio, encontra-se com sérios problemas administrativos (ou melhor familiares).Sob a administração de Patrícia Camilo (irmã do novo proprietário) a Cachoeira funcionou maravilhosamente bem até meados de 2013, quando sem recursos financeiros (capital de giro) a responsável pela área de lazer, resolveu fechá-la. Em crise econômica, a direção quer arrendá-la para satisfazer a vontade de todos”, revela .

Will Sérgio Brum conta na matéria que “após funcionar durante mais de 30 anos nas mãos da família do antigo proprietário da terra Tãozinho Machado, Dona Lair e filhos, a Cachoeira e entorno foi adquirida pelo ex-jogador de futebol, Antonio Geder Camilo por quase R$400 mil. Na época, algumas mudanças foram feitas e melhoradas como ampliação do estacionamento, recuperação de área ambiental e no atendimento mais qualificado. Mas em 2013 as coisas foram se complicando por causa de erros administrativos e financeiros”.

Diz o texto que  “a Cachoeira faliu e, segundo a responsável, Patrícia Camilo, só um arrendamento irá resolver o problema. Caso a Cachoeira não abra mais, com certeza, Recreio terá um colapso turístico e de lazer da população. Muitos turistas e visitantes que vieram e vinham na cidade este ano ficaram surpresos e revoltados com a Cachoeira fechada. Muitos deles vieram conhecer a tão falada Cachoeira de Recreio e foram impedidos por um cadeado no portão. Para o comércio da cidade a situação não poderia ser pior. As vendas para visitantes estão caindo drasticamente, relata o jornalista.

 

Recreio não pode perder sua principal atração turística.

Há mais de 40 anos a cachoeira sempre prestou serviços atrativos para a cidade nas mãos de Lair e filhos. Seu nome correu por grande parte do Estado e até mesmo do país. Eram só elogios pela beleza da Cachoeira dos Monos, agora denominada Cachoeira de Recreio pelo atual proprietário. Espera-se bom senso dos atuais administradores para que coloque, de alguma maneira, a Cachoeira de Recreio em atividade. Até mesmo visitas ao local estão proibidas. Todos esperam sua reativação e retorno aos bons tempos. A primavera já se aproxima e o calor também.

As ligações de Recreio com Leopoldina

Criado como distrito do município de Leopoldina, pelo Decreto nº 123 de 27 de junho de 1890, Recreio foi elevado a município e cidade pelo Decreto-Lei nº 148 de 17 de dezembro de 1938, compreendendo os distritos da sede, de Conceição da Boa Vista e de São Joaquim. Apesar da emancipação político-administrativa Recreio e sua gente ainda mantêm fortes ligações fraternais com Leopoldina. Recreio pertence à Comarca de Leopoldina.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »