10/09/2014 às 09h49min - Atualizada em 10/09/2014 às 09h49min

Delegado diz que assaltantes de agência em Miraí podem pertencer a quadrilha de Muriaé

Os ladrões estavam armados, usavam uma motocicleta vermelha e estão foragidos (foto ilustrativa).

Delegado de Polícia em Miraí, Thiago Marty, conversou por telefone a poucos minutos com a reportagem do Site do Marcelo Lopes quando atualizou as informações sobre o assalto à agência do Sicoob Credimur naquela cidade, ocorrido pouco depois do meio dia desta terça-feira, 9 de setembro (veja matéria clicando aqui). Até o momento policiais percorrer toda a zona rural de Miraí à procura dos assaltantes que ainda não foram identificados.

O delegado revelou que passou a tarde toda ouvindo as pessoas que estavam na agência no momento do assalto e em seguida participou da força tarefa composta por policiais civis e militares que estão à procura dos autores do assalto. Thiago informou ao Site que os assaltantes são jovens, sendo um de cor branca e outro moreno, "quase mulato" e ambos estavam armados. Os ladrões levaram mais de R$30 mil.

"Nós tivemos acesso às imagens da câmera de segurança da agência, mas não as analisamos ainda, o que será feito posteriormente", disse. "Neste momento, continua o delegado, o que podemos dizer é que estamos buscando descobrir o número da placa da motocicleta usada pelos ladrões e, paralelamente, tentando identificá-los com base nas imagens que temos", explicou.

Outra informação importante fornecida pelo delegado é a de que os autores "provavelmente são os mesmos que no último dia 5 de setembro assaltaram uma agência em Maripá de Minas" (cerca de 68 km de Cataguases). Segundo Thiago Marty (foto ao lado), as características são as mesmas. "Eles praticaram o assalto com a cara limpa (sem capuz), estavam armados, não usaram violência nem efetuaram nenhum disparo", relatou.

O delegado também descartou a hipótese de serem os mesmos que assaltaram recentemente uma agência em São Sebastião da Vargem Alegre, possibilidade que chegou a ser cogitada no município momentos após o assalto e que apesar de terem sido presos, hoje estão em liberade. Thiago Marty disse também trabalhar com o fato de os marginais integrarem uma quadrilha de Muriaé. Ele já instaurou inquérito para apurar o caso e vai enviar as imagens obtidas pelas câmeras de segurança para a perícia a fim de obter o retrato falado dos assaltantes.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »