28/12/2020 às 20h05min - Atualizada em 28/12/2020 às 20h05min

ACIL divulga nota em defesa do comércio de Leopoldina

A ACIL reitera o pedido de que continuem sendo observadas as determinações das autoridades públicas, seguindo todas as medidas de proteção.

Enviado por Cristiano Fófano
A Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e Serviços de Leopoldina vem a público informar que conforme posicionamento, nesta manhã, da Procuradoria do Município de Leopoldina, em atenção à solicitação do Ministério Público, será publicado dentro do prazo estabelecido pelo MP um novo decreto, incluindo Leopoldina na Onda Vermelha do Programa Minas Consciente, impedindo assim o funcionamento de várias atividades comerciais, a partir do dia 31 de dezembro de 2020.

Diante desse cenário, Pedro Augusto Machado Monteiro, Presidente da ACIL e Membro do Comitê Gestor de Crise COVID, se posicionou em defesa das atividades comerciais de Leopoldina, conforme segue:

“Apesar das recomendações da inclusão na referida Onda Vermelha, vimos com bastante injustiça, caso aconteça, o fechamento das atividades comerciais neste momento, pois está mais do que visto e confirmado por todos aqui que as atividades comerciais estão tomando todas as medidas de segurança necessárias para o cuidado não só dos empreendedores, mas dos clientes, fornecedores, etc. As medidas de controle de número de pessoas dentro dos estabelecimentos sendo amplamente adotada por vários. Sendo assim, punir atividades, não aplicando a isonomia de direitos ampla para todos, torna-se uma injustiça com a aplicação desta verdadeira punição para todos. Muitos estão com mercadorias estocadas, muitos estão precisando realimentar os seus caixas mais esvaziados por tempo excessivo de fechamento. Lembro a todos que CAIXA também é vida. Vejo com muita dificuldade muitas empresas para se reerguerem neste momento. A manutenção de um CNPJ não passa apenas por decisões tão penosas para todos. Passa pela manutenção dos empregos e renda de várias famílias e comerciantes. Os empresários estão muitos desgastados com toda essa história de punição. Tenho segurado ao máximo os ânimos de muitos. Pessoas deprimidas e sofridas com tudo isso. Entendo que temos que ter um pouco mais de cautela com toda essa decisão. Entendo que todos aqui podemos sim contribuir de várias formas, as quais temos, em todas reuniões, pensado como pessoas responsáveis. Agora, pensar que punir várias atividades no seu direito de trabalhar e terem os seus sustentos, me reverte a pensar diferente. Não podemos somente decretar. Me perdoem a todos os demais entendimentos, inclusive respeito todos, porém, é uma atitude muito pesada com os demais. Sabemos que as aglomerações atuais não acontecem dentro das atividades comerciais, caso esteja acontecendo com alguma, que seja usado o poder de fiscalizar das entidades que representam e tem esta finalidade, que seja em qualquer canto do nosso município e dos demais. Bom...fica aqui uma importante reflexão, pelo menos entendo assim, em defesa da classe empresarial a qual represento e tenho lutado para ser cada vez mais representativa. Fato este tão esperado pelos empresários e empresárias da nossa cidade. Estamos dispostos a negociar o que for necessário para que não sejam novamente punidos.”

O Presidente reiterou, ainda, que a ACIL tem se empenhado nas ações voltadas à conscientização citando a série de vídeos e comunicados, amplamente divulgados.

“Estamos fazendo nossa parte. Agora as pessoas precisam ter RESPONSABILIDADE. Não é fechando as atividades que se cria essa responsabilidade.Isso está dentro de cada um. Está no que queremos para nossas vidas e de nossos familiares. Os jovens precisam compreender isso. Precisam ter esse compromisso consigo mesmo e com os demais. Os empresários têm muito que honrar e fazer acontecer. Digo que a situação de muitos, repito, muitos, não está fácil não. Que Deus proteja a todos nós!

A ACIL reitera o pedido de que continuem sendo observadas as determinações das autoridades públicas, seguindo todas as medidas de proteção.

Sejamos fortes e responsáveis!

Seja ACIL! Seja Leopoldina!
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »