27/01/2021 às 12h51min - Atualizada em 27/01/2021 às 12h51min

Estacionamento rotativo é uma exigência natural nas ruas do centro de Leopoldina

Projeto foi aprovado pela Câmara de Vereadores em 17 de setembro de 2019 em Leopoldina com concessão de 10 anos, mas ainda não foi implantado.

Edição> Luiz Otávio Meneghite
A maioria desses carros fica estacionada o dia inteiro.(Arquivo - jornal Leopoldinense)
Qualquer condutor, de todo o tipo de veículo, que circule nas ruas centrais de Leopoldina em dias úteis, encontra dificuldades para estacionar. O problema é antigo mas deve se agravar com a chegada de novas lojas de rede nacional na principal via comercial da cidade, a rua Barão de Cotegipe, onde recentemente se instalaram duas dessas unidades: a Lojas Americanas e o Magazine Luiza. Parece que já está tudo acertado para a vinda de uma filial da Casa & Vídeo e a tendência natural é o aumento do número de veículos circulando na região central e o conseqüente crescimento da dificuldade para conseguir vagas de estacionamento.
 
Estacionamento rotativo já está aprovado pela Câmara de Vereadores

De autoria do Poder Executivo, o Projeto de Lei Complementar nº 04/2019 denominou de “Zona Azul” o sistema de estacionamento rotativo pago, o qual será explorado e operado por meio de concessão, num prazo de 10 anos, podendo ser renovado de acordo com o interesse público. Após as discussões regimentais, o Projeto foi aprovado por unanimidade em regime de urgência na sessão ordinária do dia 17 de setembro de 2019.

A proposta normativa não determinou as vias e logradouros públicos que receberão o sistema rotativo e nem os horários de funcionamento, deixando a cargo do Poder Executivo definir através de decreto e no ato convocatório de concessão.

Em seu artigo 4º, o projeto definiu que o estacionamento rotativo será permitido mediante o pagamento de tarifa mínima de R$2,00 (dois reais), correspondente ao período de 1(uma) hora. A permanência do condutor ou passageiro no interior do veículo não desobriga o pagamento do encargo. As motocicletas e motonetas ficarão sujeitas ao pagamento de tarifa diferenciada, correspondendo a 50% do valor cobrado para automóveis.

De acordo com o projeto, a empresa vencedora da licitação será responsável por toda a divulgação e orientação aos usuários quanto ao procedimento de utilização do estacionamento rotativo. Caberá à concessionária também estabelecer vagas especiais destinadas às pessoas com deficiência e aos idosos, em conformidade com legislações vigentes.

Atual prefeito é a favor do estacionamento rotativo

Em entrevista ao Jornal Leopoldinense durante a campanha eleitoral que culminou com a sua eleição como prefeito de Leopoldina, Pedro Augusto Junqueira Ferraz assim se manifestou: Sou totalmente a favor da implantação do sistema rotativo, e vou um pouco além. Leopoldina é uma cidade desprovida de qualquer planejamento, seja ele de trânsito ou de sinalização. Não há placas indicativas de localização de bairros, nem mesmo de local onde os prédios da prefeitura e do Fórum estão situados. Precisamos cuidar da cidade também neste sentido” afirmou.
 
Matérias já publicadas no Jornal Leopoldinense sobre estacionamento rotativo

Estacionamento Rotativo pode diminuir número de veículos punidos com apreensão em Leopoldina

Estudo do CEFET para implantação do estacionamento rotativo deve ser comcluido em abril

 
Estacionamento rotativo zona azul em Leopoldina é aprovado com concessão de 10 anos
 
Com informações do Portal da Câmara Municipal de Leopoldina e Arquivo do Jornal Leopoldinense

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »