06/02/2021 às 15h07min - Atualizada em 06/02/2021 às 15h07min

Horto Florestal de Leopoldina está prestes a completar 35 anos necessitando de revitalização

Área foi adquirida pelo Município à Epamig como uma opção de lazer e descanso para as famílias incentivando desta forma o turismo doméstico.

Edição> Luiz Otávio Meneghite
Vista panorâmica do Horto Florestal(Foto de João Gabriel B. Meneghite)
Popularmente conhecido como ‘Horto Florestal’, o Parque Florestal Municipal Dr. João Damasceno Portugal, nome dado oficialmente ao local por iniciativa do então vereador Antonio Amâncio Valentim, é uma área de 300 mil metros quadrados de proteção ambiental que abriga várias espécies da fauna e flora silvestres do bioma Mata Atlântica em Leopoldina próximo do bairro Vale do Sol, comunidade também integrante de área composta por terrenos remanescentes da antiga Fazenda do Aprendizado Agrícola, escola do Governo do Estado dedicada ao ensino de técnicas voltadas aos trabalhadores rurais no início do século XX. Até o final da década de 1980 o local era conhecido como ‘Campo das Sementes’.

Após negociação feita pelo então prefeito Osmar Lacerda França (Liliu) toda área foi adquirida pelo Município de Leopoldina diretamente da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais – EPAMIG conforme escritura pública registrada em cartório.

Há 35 anos, mais precisamente no dia 20 de fevereiro de 1986, foi publicada a Lei Municipal nº 1781, sancionada pelo então prefeito Osmar Lacerda França (Liliu), após aprovação da Câmara Municipal de Leopoldina, autorizando o Município de Leopoldina a adquirir o terreno pertencente ao Estado, para a finalidade de criação do Parque Municipal como  local  ideal para a prática do turismo interno e uma opção de lazer e descanso para as famílias, que passam momentos admirando a natureza, variadas espécies de pássaros e animais que tem na extensa mata ao redor o seu habitat.

Praticantes de atividades físicas utilizam uma estrada em volta do imenso lago existente no local para caminhar à sombra de frondosas árvores. O horto florestal também é um local de pesca - no lago há variada espécie de peixes. No interior do parque existe um grupamento da Polícia Militar do Meio Ambiente, garantindo a segurança dos visitantes e a preservação da natureza. Por causa da pandemia da covid-19 o local está praticamente sem atividades precisando de revitalização e o momento é propício para isso, enquanto a reabertura não vem.

A origem do nome

No dia 13 de dezembro de 1995 a Lei Municipal nº 2.795, sancionada pelo então prefeito José Roberto de Oliveira, deu denominação ao local de ‘Parque Florestal Municipal Dr. João Damasceno Portugal’, sugestão apresentada pelo então vereador Antônio Amâncio Valentim.  Dr. Portugal, como era conhecido, foi agrônomo da antiga Fazenda Experimental do Estado na década de 1940, hoje, EPAMIG – Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais. Era um homem muito ligado às questões relacionadas ao meio ambiente, sendo considerado também um estudioso e difusor da pesquisa, conduzindo experimentos na produção agrícola.

O que pensa o atual prefeito de Leopoldina

 
Durante o ano de 2020, o Jornal Leopoldinense entrevistou todos os então pré-candidatos a prefeito aos quais foram formuladas as mesmas perguntas e oferecido o mesmo espaço para as respostas, tanto na versão impressa quanto na versão online.  À pergunta do Jornal:Por que importantes espaços de lazer e turismo estão abandonados, como por exemplo, o Horto Florestal?

Pedro Augusto respondeu: “Nossos espaços de lazer, como o Horto Florestal e o Morro do Cruzeiro, por exemplo, estão totalmente abandonados. Temos uma cidade que não se preocupa em manter de maneira adequada as praças e espaços públicos destinados ao turismo. Entendemos que a gestão também deve se preocupar com o aspecto paisagístico e de lazer da cidade. Os leopoldinenses merecem uma cidade florida, com jardins bem cuidados. Faz parte de nosso projeto fazer de Leopoldina uma cidade bonita, assim como já fizemos na Exposição Agropecuária, em que levamos para o evento um projeto paisagístico com flores e plantas. O sucesso foi extraordinário”. 
 
 
 O horto florestal também é um local de pesca - no lago há variada espécie de peixes.
(Foto de João Gabriel B. Meneghite)

Fontes consultadas> Prefeitura Municipal de Leopoldina, Câmara Municipal de Leopoldina, Cartório do Registro de Imóveis e Arquivo do Jornal Leopoldinense

Matérias relacionadas:

 

Árvores frutíferas são plantadas no Horto Florestal de Leopoldina

Prefeitura suspende visitação ao Parque Florestal Municipal
 
 
 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »