08/02/2021 às 09h30min - Atualizada em 08/02/2021 às 09h30min

Energisa avança na estratégia digital e desenvolve 90 robôs para automatizar processos

Sem substituir força de trabalho humano, mecanismos realizam mais de 15 milhões de transações por mês

Gerência de Comunicação da Energisa
A Central de Serviços Energisa (CSE), sediada em Cataguases (MG), também possui uma fábrica de softwares
O Grupo Energisa terminou 2020 com 90 robôs em funcionamento (RPA – Robotic Process Automation) na Central de Serviços Energisa (CSE), em Cataguases (MG). Sem substituir a força de trabalho humano, os mecanismos realizam mais de 15 milhões de transações por mês para todas as empresas da corporação como faturamento e arrecadação, gestão de serviços, infraestrutura, contabilidade, serviços financeiros, serviços de RH, suprimentos e telefonia e redes. O uso das ferramentas inteligentes libera 15 mil horas de trabalho das equipes ligadas a atividades com alto volume de dados e processos repetitivos.

Essas ferramentas inteligentes fazem parte da estratégia digital da Energisa de tornar a empresa mais eficiente e tecnológica. Os robôs começaram a ser desenvolvidos há cerca de dois anos e, para 2021, a meta é potencializar os benefícios gerados pelo RPA, combinando a sua utilização com análise preditiva de dados, agilizando a tomada de decisões. Outra frente de evolução é a adoção dos Bots: robôs inteligentes capazes de interagir com os clientes através de Inteligência Artificial e Machine Learning.

Dentre os  resultados mais eficazes das automações podem ser observados os processos de programação de borderôs para pagamentos (TED e Crédito em Conta), com aproximadamente 12.000 obrigações mensais, outro exemplo é a incorporação de Arquivos Bancários de faturas de energia, que processa 6,5 milhões de contas  mensais, além da automação do processo de admissão de novos colaboradores, que reduziu drasticamente o tempo das etapas burocráticas do processo.

“O desenvolvimento interno dos robôs para automatização de algumas atividades aumentou a produtividade da prestação de serviços ao mesmo tempo que ajuda a mitigar riscos. A digitalização não é uma tendência apenas no fornecimento de energia, mas uma realidade em toda a Energisa”, afirma José Souza Silva, diretor da Central de Serviços Energisa.

A otimização dos benefícios da robotização e a garantia da sustentabilidade do modelo são os direcionadores desta iniciativa. “Nem todos os processos podem ser automatizados. Uma vez identificada a oportunidade, é necessário ter regras claras de funcionamento, fontes padronizadas e a viabilidade técnica para que os robôs trabalhem de forma eficaz”, explica o diretor.

CSE e a fábrica de softwares


A Central de Serviços Energisa (CSE), inaugurada em 2017 em Cataguases (MG), é o quinto maior centro de serviços compartilhados do país, possui cerca de 800 colaboradores e presta serviços transacionais e atividades operacionais de áreas administrativas a todas as empresas do Grupo. Além da fábrica de robôs, na CSE também há uma fábrica de softwares, projeto pioneiro no setor elétrico que atende às demandas internas de tecnologia.

O investimento na região contribui para o projeto Rio Pomba Valley, que visa transformar a Zona da Mata mineira num hub de economia criativa e inovação. “A Energisa é uma empresa âncora desse movimento. Somos o maior grupo privado de capital nacional do setor de energia elétrica do país e podemos fomentar ainda mais este novo território de inovação, gerando impactos relevantes na economia e no desenvolvimento local”, afirma o presidente do Grupo Energisa, Ricardo Botelho.

Sobre a Energisa

Com 115 anos de história, o Grupo Energisa é o 5º maior em distribuição de energia elétrica. Uma das primeiras empresas a abrir capital no Brasil, a companhia controla 11 distribuidoras em Minas Gerais, Paraíba, Rio de Janeiro, Sergipe, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, São Paulo, Paraná, Rondônia e Acre. Com receita líquida anual de R$ 16,9 bilhões (ano 2019), o Grupo atende a 8 milhões de clientes (o que representa uma população atendida de aproximadamente 20 milhões de pessoas) em 862 municípios de todas as regiões do Brasil, além de gerar cerca de 20,5 mil empregos diretos e indiretos.

Com a missão de transformar energia em conforto, desenvolvimento e oportunidades de forma sustentável, responsável e ética, a Energisa atua com um portfólio diversificado que engloba distribuição, geração, transmissão, serviços para o setor elétrico (Energisa Soluções), serviços especializados de Call Center (Multi Energisa), comercialização de energia (Energisa Comercializadora) e soluções em energias renováveis (Alsol).

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »