27/02/2021 às 12h07min - Atualizada em 27/02/2021 às 12h07min

Inesinha propõe alterações nos procedimentos de enterro das vítimas de covid-19

Segundo a vereadora não há nenhum impedimento de que os corpos sejam enterrados em túmulos de seus familiares.

Parte alta do Cemitério Público Municipal N.S. do Carmo (Foto: Luciano Baía Meneghite)
Na sessão ordinária realizada no dia 09 de fevereiro de 2021, Maria Inês Xavier De Oliveira (PL) apresentou a indicação nº 226/2021, solicitando que seja revisto o procedimento adotado para enterrar as vítimas da covid-19, sendo autorizado que os corpos sejam enterrados em túmulos de seus familiares. Ela informou que os mortos pela doença são submetidos ao enterro em covas rasas, em outra parte do cemitério, longe dos túmulos de seus familiares.

A vereadora salientou que o guia para manejo de corpos no contexto do novo coronavírus, publicado em março de 2020 pelo ministério da saúde, orienta que os velórios e funerais de pacientes confirmados ou suspeitos de covid-19 não são recomendados durante o período de isolamento social e quarentena.

Maria Inês informou que, entre várias orientações, há recomendação de manter a urna funerária lacrada durante todo o velório, evitando contato físico com o corpo do(a) falecido(a), o qual deverá ficar em área ventilada, com no máximo 10 pessoas, e distanciamento entre elas, sendo retirado por uma equipe de saúde. Segundo ela, não há nenhum impedimento de que os corpos sejam enterrados em túmulos de seus familiares.

Fonte> Portal da Câmara Municipal de Leopoldina

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »