17/09/2014 às 07h51min - Atualizada em 17/09/2014 às 07h51min

Pimentel defende Mais Médicos e quer ampliar vagas em escolas de medicina

Candidato diz que próxima etapa é aumentar vagas em escolas de medicina para fortalecer mão de obra nacional

Candidato diz que próxima etapa é aumentar vagas em escolas de medicina para fortalecer mão de obra nacional.

O candidato a governador pela coligação Minas Pra Você, Fernando Pimentel (PT), garantiu nesta terça que vai reforçar a parceria com o governo federal para fortalecer o programa Mais Médicos em Minas Gerais.

Iniciativa do governo federal que trouxe médicos estrangeiros para regiões onde existem poucos profissionais da saúde, o Mais Médicos já beneficiou 4,1 milhões de mineiros e mineiras, principalmente do Norte de Minas e Vale do Jequitinhonha. Essa população, segundo o candidato, não pode ficar sem atendimento de saúde.

Pimentel assegurou, contudo, que também pretende trabalhar em conjunto com o governo federal para ampliar o número de vagas nos cursos de medicina existentes no estado.

O objetivo é formar mais profissionais de saúde para que, numa segunda etapa, o programa federal possa contar predominantemente com profissionais brasileiros em seus quadros. A criação de novas vagas em cursos de medicina é um dos compromissos da presidenta Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição.

Mais cedo, o candidato tucano, Pimenta da Veiga, havia criticado o Mais Médicos pela predominância de profissionais estrangeiros. Pimentel defendeu o programa.

“O Mais Médicos é um programa bem-sucedido, que atende a população mais carente. Esse comentário [do candidato tucano] demonstra o profundo desconhecimento e desinformação de uma pessoa que esteve afastada de Minas por 20 anos", sustentou.

Pimentel disse ser "lamentável que ele não saiba o mínimo sobre o que acontece no estado". "O Mais Médicos é um sucesso aqui e tem prefeitos de todas as regiões do estado querendo entrar no programa. Basta conversar com qualquer deles para ver o sucesso que faz o  Mais Médicos”, disse.

Segundo Pimentel, até agora o Mais Médicos teve predominância de profissionais estrangeiros por falta de oferta de mão de obra brasileira. Por isso, pretende trabalhar para aumentar o número de vagas em escolas de medicina no país.

“O governo federal pretende criar novas vagas no curso de medicina. E o governo do estado, se eu chegar lá, vai ajudar muito nisso. Seremos parceiros do governo federal pra resolver o problema de vagas nos cursos de medicina e, dentro de algum tempo, ter médicos brasileiros para atender os brasileiros”, frisou o candidato.

Hoje, Minas tem aproximadamente duas dezenas de escolas de saúde, entre públicas e privadas, que oferecem cerca de 2 mil vagas anuais.

Assessoria de Imprensa do PT-MG


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »