23/04/2021 às 17h11min - Atualizada em 23/04/2021 às 17h11min

Unidades Doctum apresentam resultados de destaque em avaliação do MEC

A Doctum Leopoldina atingiu a nota 4 em uma escala de 1 a 5, notícia comemorada e compartilhada pelo Diretor Rodrigo Pimentel

Presidente Executivo da Rede de Ensino Doctum, Prof. Pedro Leitão
Os dados mais recentes do Índice Geral dos Cursos (IGC), divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), mostram que a Doctum segue firme em seu compromisso institucional com a Educação, possibilitando o acesso ao ensino superior de excelência. Neste ano, 70% das unidades da Rede conquistaram o conceito 4 na avaliação, em uma escala de 1 a 5.

Dois grandes destaques são os avanços dos projetos educacionais de Caratinga e Juiz de Fora, que saltaram de um Índice 3, segundo o último levantamento, para o 4, alcançando as melhores colocações em ambas as cidades.

Ainda em Minas Gerais, as unidades de Cataguases e Leopoldina foram reconhecidas com o maior IGC dos municípios e a Doctum Manhuaçu foi considerada a faculdade melhor classificada na região do Caparaó. Já no Espírito Santo não foi diferente, visto que as unidades de Serra e Vila Velha também estão no topo com as maiores notas da região e a unidade de Guarapari foi considerada a melhor instituição da cidade.

Como indicador de qualidade, os resultados do IGC representam todo o trabalho realizado pela instituição ao longo de seus mais de 80 anos de história, que são refletidos nos dias atuais por meio de uma formação completa, inovadora e de excelência. Segundo o Presidente Executivo da Rede de Ensino Doctum, Prof. Pedro Leitão, os resultados demonstram um crescimento consistente da instituição, dado que ao longo do tempo as unidades vêm se destacando ainda mais nos indicadores de qualidade.

“A média 4 atesta o nível de excelência que nós alcançamos enquanto instituição. Além disso, vale ressaltar que nenhuma das nossas unidades têm nível insatisfatório, ou seja, isso garante para nossos alunos que eles fazem parte de um projeto, seja em qual cidade for, com um padrão de excelência atestado pelo Ministério da Educação. E nós ficamos muito felizes, pois esse é fruto de um trabalho coletivo”, afirma Pedro Leitão.

Para a diretora de Ensino de Rede Doctum, Janaína Dardengo, o IGC é um indicador extremamente importante. “Eu diria que o mais significativo para uma instituição de ensino; porque ele é composto pelo resultado pela somatória todos os cursos que a instituição oferece; então não se trata se o curso X ou T de da Doctum é bom, trata-se de que todos os cursos oferecidos pela unidade são excelentes, já que a nota máxima é 05 e nossas unidades tem, em sua grande maioria, nota 04”.

O IGC mede a qualidade de universidades, faculdades e centros universitários e leva em conta as notas gerais obtidas pelas instituições em avaliações como o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), o Conceito Preliminar de Cursos (CPC), além de informações dos programas de pós-graduação stricto sensu estabelecidas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

O diretor da Doctum Leopoldina, Rodrigo Pimentel, ressalta que a nota é resultado do empenho de toda a comunidade acadêmica. “São poucas as Instituições de Ensino Superior que possuem o IGC nesses níveis, o que, para nós, representa motivo de muito orgulho e responsabilidade. Esse resultado é fruto de muito trabalho, dedicação e comprometimento da Instituição, de seus colaboradores e alunos”.

De acordo com o coordenador do curso de Administração da Doctum Caratinga, Carlos Bittencourt, o desempenho da instituição em um Índice tão importante quando o IGC comprova o comprometimento institucional com a excelência. “A nota 4 atesta que todos os componentes dos cursos oferecidos pela Doctum possuem relevância, qualidade de ensino e uma boa metodologia. Essa nota é, sem dúvidas, resultado de um trabalho árduo mas ao mesmo tempo muito compensador”.

Fonte: Rede de Ensino Doctum
 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »