22/06/2021 às 12h32min - Atualizada em 22/06/2021 às 12h32min

Frequente falta d’água em bairros do Grande Bela Vista desacredita COPASA

Vinicius Queijinho cobra término da construção de reservatórios de água para atender aos bairros Solar, Imperador, Nova Leopoldina, Cidade Alta e São Cristóvão.

Edição> Luiz Otávio Meneghite
Obra inacabada na Cidade e com vazamentos (Foto: Marcus Vinicius Pereira Costa Lima)
Exercendo o seu primeiro mandato na Câmara Municipal de Leopoldina o Vereador Marcus Vinicius Pereira Costa Lima, popularmente conhecido como ‘Queijinho’, tem tido um desempenho focado em todo o município, na zona urbana e na zona rural, mas com muita frequência em benefício de sua maior base eleitoral que abrange todo o território do Grande Bela Vista composta pelos bairros São Sebastião, Solar, Alto da Boa Vista, Tomé Nogueira, Verônio Resende, Imperador, Nova Leopoldina, Cidade Alta, São Cristóvão e Jardim Bela Vista.

Uma das maiores queixas dos moradores desse enorme conglomerado, cuja população é superior à de vários municípios da região somados, é a frequência com que vem faltando água, principalmente nas partes mais altas, cujo abastecimento é de responsabilidade da concessionária COPASA. O problema é antigo e pode ser creditado a obras inacabadas ou com manutenção deficitária.

Logo no início deste ano o parlamentar teve a Indicação nº 39/2021 de sua autoria, aprovada por unanimidade, na qual listou uma série de reivindicações ao Poder Executivo de Leopoldina, entre elas a conclusão dos serviços de construção de reservatórios de água que vão atender aos referidos bairros e adjacências.


Obras da COPASA inacabadas no bairro Imperador 

 (Foto: Marcus Vinicius Pereira Costa Lima)

Por ser um investimento que é de responsabilidade da COPASA, que chegou a dar início às obras e que atualmente estão paralisadas, a proposição do Vereador Queijinho sugere que o prefeito Pedro Augusto Junqueira Ferraz mantenha contatos com a concessionária, a fim de cobrar providências no sentido de reiniciar os trabalhos, que atualmente estão parados, e concluir a construção do reservatório do bairro Imperador e de outros tanques de bombeamento na região regularizando o abastecimento d’água.

“O que pedimos é um S.O.S. COPASA”, pois estamos vivendo uma situação preocupante, que se agrava em virtude da pandemia de Covid-19, pois os moradores desses bairros não têm como cumprir as orientações básicas de lavar constantemente as mãos com água e sabão como forma de evitar a contaminação” disse o Vereador.

Durante a discussão da proposição, o autor ponderou que o Poder Executivo faça cobranças visando à conclusão das obras, para evitar que os moradores desses bairros fiquem excluídos da prevenção à Covid-19.


Aqui só foi feita a base

 (Foto: Marcus Vinicius Pereira Costa Lima)

Fontes> Portal da Câmara Municipal de Leopoldina e Arquivo do Jornal Leopoldinense

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »