13/08/2021 às 15h34min - Atualizada em 13/08/2021 às 15h34min

Acidentes de trânsito envolvendo batidas em postes prejudicam 36 mil clientes

Nos sete meses deste ano, foram 83 ocorrências na área de concessão da Energisa em Minas;

Comunicação Social Energisa
Entre os inúmeros prejuízos, batidas potencializam o risco de choque elétrico e deixam milhares de pessoas sem energia.

Falta de atenção à sinalização, desrespeito às leis de trânsito, intempéries, problemas mecânicos entre outros fatores. O motivo de cada ocorrência pode ser incerto, mas o cenário é preocupante quando se fala nas estatísticas de acidentes de trânsito com postes. Dados da Energisa Minas Gerais mostram que o número de ocorrências envolvendo batidas em postes diminuiu este ano, se compararmos com o mesmo período do ano passado, mas os números ainda preocupam: nos setes meses deste ano, foram registradas 83 ocorrências dessa natureza na região e os prejuízos à população são enormes, já que 36 mil clientes tiveram o fornecimento de energia interrompido. No ano de 2020, foram ao todo, 211 acidentes de trânsito, envolvendo batidas em postes, registradas pela Energisa.

“São inúmeros os prejuízos causados pelos acidentes envolvendo postes, mas um dos mais graves é o risco de choque elétrico, ainda mais se o poste cair por cima do veículo ou envolver rompimento de cabos. Por isso, a orientação é que em casos de acidentes envolvendo postes, todos permaneçam dentro do carro, sem tocar nas partes metálicas, aguardando a chegada de uma equipe especializada da distribuidora, que irá realizar todos os procedimentos necessários com a máxima segurança”, orienta Anderson Rabelo, gerente de Operações da Energisa.

Além das ações de conscientização, que o cliente pode acompanhar nas redes sociais da empresa, como este vídeo, a rede de distribuição da Energisa é equipada com tecnologia e proteção para desativar o fornecimento de energia em caso de interferência nos cabos ou postes, no entanto, não se pode descartar os riscos potencializados em uma colisão. 

 

Sem energia

As ocorrências envolvendo batidas em postes já prejudicaram cerca de 36 mil clientes somente este ano, que tiveram os serviços de energia elétrica interrompidos por conta das colisões. Na lista dos atingidos estão residências, estabelecimentos comerciais e industriais entre outras unidades situadas próximo aos locais das ocorrências.

“Do nosso Centro de Operação, fazemos as manobras para minimizar os impactos e restabelecer a energia. Porém, há situações em que o dano à rede é tão grave que é necessário trocar mais de um poste, o que prolonga o tempo de interrupção aos clientes afetados, já que a substituição de um poste pode levar entre 4 e 8 horas, a depender da localidade e acesso, tipo e quantidade de estruturas e equipamentos envolvidos. Por isso, mesmo que o impacto da batida não interrompa o fornecimento na hora, precisamos realizar um desligamento emergencial para efetuar o serviço”, acrescenta Rabelo.

Toda essa mobilização tem um custo alto, além do tempo de reparo na rede. A substituição de um poste custa em média R$ 5 mil. No entanto, esse valor varia de acordo com o tipo de estrutura e equipamentos instalados. Ou seja, se for necessário trocar outros equipamentos, esse valor pode ser ainda maior, podendo ultrapassar a R$ 30 mil, dependendo da situação. A Energisa ressalta ainda que em situações de colisão, o condutor é responsável pelo ressarcimento dos custos envolvendo a manutenção da estrutura e equipamentos danificados.

Rabelo alerta também os pedestres: “quem passar perto da colisão deve manter distância da rede elétrica e, por questões de segurança, não deve se aproximar de postes ou fios caídos em nenhuma circunstância, especialmente para filmar ou fotografar o acidente, evitando assim que outros riscos e acidentes aconteçam”.

 

Serviço

Em caso de urgência envolvendo a rede elétrica, avise a Energisa. O atendimento pode ser realizado pelo telefone 0800 032 0196, aplicativo Energisa On, redes sociais, site www.energisa.com.br

 

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »