02/09/2021 às 10h58min - Atualizada em 02/09/2021 às 10h58min

Abaixo-assinado pede reforma de praça e quadra de esportes no Pirineus

Professor Igor Mindu realiza no local projeto social que leva aulas de Muay Thai e noções de cidadania para crianças

Luciano Baía Meneghite
Igor Mindu com o abaixo-assinado (Foto: Facebook Igor )
O Mestre Igor Augusto “Mindu”, professor de Muay Thai, está colhendo assinaturas entre moradores do bairro Pirineus em um abaixo-assinado reivindicando a reforma da praça Aurélia Gonçalves de Assis, incluindo a quadra esportiva lá existente. 

Como já foi mostrado várias vezes pelo jornal Leopoldinense, há muitos anos que tal área de lazer necessita de reforma. O vereador Carlos André (PSD) também já fez indicação ao Poder Executivo reivindicando a reforma do logradouro público, mas ainda sem resultados efetivos.


Crianças participantes do projeto (Facebook-Igor Augusto)

Projeto esportivo/social

Com ajuda dos também professores Rodrigo e Natália da Academia WFT, Igor tem levado aulas de Muay Thai à cerca de trinta crianças do bairro Pirineus. As aulas têm ocorrido ao ar livre aos sábados a partir das 15h.

Devido a pandemia, todos são orientados e usarem máscaras e álcool gel. Além das aulas, já houve palestras de religiosos, segundo Igor, não para pregar religião, mas para dar boas orientações.  Militares do Corpo de Bombeiros e Polícia Militar também já estiveram presentes apoiando a ação social. Mindu recentemente postou vídeo nas redes sociais afirmando que o projeto não tem vinculação política, mas que está aberto a todos que queiram ajudar.

Igor começou a praticar o Muay Thai com o Mestre Washington aos 12 anos. Aos 19 foi campeão mineiro. Hoje aos 25 é lutador profissional de MMA e  segundo ele, após alguns problemas pessoais, resolveu dar uma mudança na vida e ajudar de alguma forma outras pessoas.

“Eu lembro que participei do projeto “Atleta do Futuro” do SESI com o Lexu e Marcelinho. Jogava Futsal e foi muito bom, porque me deu uma certa base para o que estou fazendo agora” disse Igor ao jornal Leopoldinense.

Ele afirma que tem recebido a colaboração de algumas pessoas, principalmente das famílias dos alunos que ajudam com o lanche servido às crianças.

“Precisamos de mais ajuda material, seja com alimentos, garrafas para água, cordas para exercícios. Agradecemos toda colaboração. ” diz.

Igor afirma ter pensado em desistir, mas voltou atrás; procurou a Secretaria Municipal de Cultura, Esporte Lazer e Turismo em busca de apoio, sendo bem recebido pelo secretário Victor Guilherme e o superintendente de cultura Sarom Durães. Também recebeu apoio dos vereadores Alexandre Badaró (PSB), que o ajudou com o abaixo-assinado, e Vinicius Queijinho (PSL) e espera conseguir seus objetivos.

A ideia segundo ele, é tão logo a pandemia passe, e a reforma da praça seja realizada, ampliar o projeto, aumentando o número de voluntários e alunos. Outro sonho é levar as ações também para a quadra da Escola de Samba do Pirineus, que igualmente necessita de reforma.

Clique e relembre matérias relacionadas:


Pirineus tem praça abandonada e às escuras há anos

Mesmo após inúmeros apelos, praça no Pirineus continua abandonada

Falta manutenção nos espaços esportivos e de lazer de Leopoldina

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »