19/09/2021 às 08h32min - Atualizada em 19/09/2021 às 08h32min

Grupo de Alcoólicos Anônimos completa 50 anos em Leopoldina em 3 de outubro

Entidade possui sede própria construída em terreno doado pelo Município entre as ruas Ribeiro Junqueira e Acácio Serpa

Luiz Otávio Meneghite
Sede do Grupo de Alcoólicos Anônimos ‘Novos Horizontes’ (Foto: Luciano Baía Meneghite)
Fundado em 3 de outubro de 1971, o Grupo de Alcoólicos Anônimos ‘Novos Horizontes’, completa 50 anos de existência em Leopoldina no próximo dia 3 de outubro de 2021, tendo proporcionado ao longo desse tempo uma nova maneira de viver a centenas de pessoas de ambos os sexos.

Anteriormente instalado em uma sala do Edifício Rubem Duarte, sede da ACIL, onde pagava aluguel, o Grupo Novos Horizontes de Alcoólicos Anônimos conseguiu a doação de um terreno localizado entre as ruas Ribeiro Junqueira e Acácio Serpa. A área pertencia ao Patrimônio Municipal e foi doada com aprovação da Câmara Municipal. Os recursos para a obra surgiram através de doações de membros do A.A. de Leopoldina e de outras cidades. Com a finalidade específica de sediar a entidade, o Grupo Novos Horizontes também cede o seu salão de reuniões para que outras entidades congêneres realizem seus encontros sem ônus de qualquer espécie.

Alguns esclarecimentos sobre o A.A.

A.A. pode ser descrito como um método de tratamento do alcoolismo, no qual os membros ajudam-se mutuamente, compartilhando entre si uma enorme gama de experiências semelhantes sobre sofrimento e recuperação do alcoolismo.O único requisito para fazer parte de A.A. é o desejo de parar de beber, se este for o seu caso e quiser conhecer melhor como funciona o A.A. visite o site:  https://69544529.myownmeeting.net/login
.
Como saber se você é um alcoólatra e quais os sintomas do alcoolismo?

Beber sozinho e fora de situações sociais; continuar a beber mesmo quando percebem que está se afastando da família e dos amigos; demonstrar agressividade quando confrontado; ter dificuldades para parar de beber mesmo estando embriagado; apresentar paranoia e alucinações.

Os Doze Passos
  1. Admitimos que éramos impotentes perante o álcool – que tínhamos perdido o domínio sobre nossas vidas.
  2. Viemos a acreditar que um Poder superior a nós mesmos poderia devolver-nos à sanidade.
  3. Decidimos entregar nossa vontade e nossa vida aos cuidados de Deus, na forma em que O concebíamos.
  4. Fizemos minucioso e destemido inventário moral de nós mesmos.
  5. Admitimos perante Deus, perante nós mesmos e perante outro ser humano, a natureza exata de nossas falhas.
  6. Prontificamo-nos inteiramente a deixar que Deus removesse todos esses defeitos de caráter.
  7. Humildemente rogamos a Ele que nos livrasse de nossas imperfeições.
  8. Fizemos uma relação de todas as pessoas que tínhamos prejudicado e nos dispusemos a reparar os danos a elas causados.
  9. Fizemos reparações diretas dos danos causados a tais pessoas, sempre que possível, salvo quando fazê-lo significasse prejudicá-las ou a outrem.
  10. Continuamos fazendo o inventário pessoal e, quando estávamos errados, nós o admitíamos prontamente.
  11. Procuramos, através da prece e da meditação, melhorar nosso contato consciente com Deus, na forma em que O concebíamos, rogando apenas o conhecimento de Sua vontade em relação a nós, e forças para realizar essa vontade.
  12. Tendo experimentado um despertar espiritual, graças a esses Passos, procuramos transmitir essa mensagem aos alcoólicos e praticar esses princípios em todas as nossas atividades.
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »