05/11/2021 às 11h44min - Atualizada em 05/11/2021 às 11h44min

Quase centenário, morre Geraldo Malaquias, o mestre dos calceteiros

Ele nasceu em 2 de abril de 1922 e faleceu em 3 de novembro de 2021, há menos de 6 meses de completar 100 anos

Luiz Otávio Meneghite
Geraldo Malaquias (Facebook Maria Aparecida Malaquias "Dadá")
Faleceu na noite de 3 de novembro de 2021 e foi sepultado na manhã do dia 4, aos 99 anos, um dos melhores calceteiros que Leopoldina já teve. Seu corpo foi velado na Capela Mortuária Lions Clube, entre 08 e 09 horas da manhã de 4 de novembro, sendo sepultado em seguida no Cemitério Púbico Municipal Nossa Senhora do Carmo.

Geraldo Malaquias, apesar da idade avançada, estava com ótima memória, mas com dificuldade de locomoção. Ele nasceu em 2 de abril de 1922 e faleceu em 3 de novembro de 2021, há menos de 6 meses de completar 100 anos.

Por muitos anos ele foi empreiteiro a serviço da Prefeitura de Leopoldina quando teve a oportunidade de ensinar novos profissionais na arte de pavimentar vias públicas com paralelepípedos, ofício que ele aprendeu com outro grande profissional que foi Antônio Custódio.

Ele era tão bom no que fazia que acabou criando uma assinatura no seu trabalho: exatamente no meio da via pública com o assentamento do paralelepípedo em sentido longitudinal.

Sr. Geraldo foi um dos fundadores e coordenador da Comunidade Nossa Senhora Aparecida no Alto dos Pirineus. Ele foi por muitos anos o leiloeiro das quermesses realizadas junto à Capela.


Geraldo Malaquias com a esposa Juracy e parte da numerosa família (Álbum de Família)

Com informações da Funerária Nossa Senhora Aparecida

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »