07/11/2021 às 11h44min - Atualizada em 07/11/2021 às 11h44min

Pedro Pacheco

Arquivo jornal Leopoldinense
Nascido em 03 de maio de 1913, Pedro Pacheco ainda menino foi trabalhar no Gymnásio Leopoldinense como bedel da sala de química. Em seguida, ingressou na antiga estrada de ferro Leopoldina Railway como praticante de estação e posteriormente como taquígrafo. Ao se desligar da estrada de ferro, entrou para o Comissário Barbosa, onde se aposentou em 1971.

Na sua vida de aposentado Pedro Pacheco não parou de trabalhar. Colaborou com a Gazeta de Leopoldina, foi tesoureiro do hospital e do Asilo de Santo Antônio. No Asilo recebeu uma medalha da diretoria do biênio 98/99 pelo trabalho voluntário prestado à entidade.

Pedro Pacheco morreu de causas naturais às vésperas de completar 97 anos em 29 de abril de 2010. Deixou a esposa Julinha Lisboa Pacheco (hoje também já falecida) e os filhos Maria Emília, João Luís e Maria do Carmo.

(Arquivo jornal Leopoldinense/ Com informações de Cacá Pacheco)

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »