14/11/2021 às 13h08min - Atualizada em 14/11/2021 às 13h08min

Secretaria de Educação poderá ter usina de solo para gerar energia solar fotovoltaica

Objetivo é compensar a energia elétrica consumida pelas unidades consumidoras do setor educacional municipal de Leopoldina.

Edição> Luiz Otávio Meneghite
Modelo de usina de solo(Foto meramente ilustrativa-Aldeia Solar)
A Pregoeira Oficial do setor de licitações da Prefeitura Municipal de Leopoldina, Jane Adriana Bonin Montan Netto, presidirá Pregão Eletrônico no dia 24 de novembro, às 14:00 horas, com o objetivo de contratar empresa especializada para fornecimento e instalação em solo de usina para geração de energia solar fotovoltaica para atender à Secretaria Municipal de Educação incluindo as escolas da rede municipal de ensino, com potência instalada mínima de 667,80 kWp, incluindo a elaboração e execução de todos os projetos executivos e serviços complementares a fim de garantir sua plena operação, inclusive conexão à rede da concessionária Energiza.
 
A usina de solo é ideal para investir em energia solar para suprir uma alta demanda de energia, mas não tem espaço suficiente no telhado. O conceito é muito simples. Trata-se da instalação dos painéis solares no solo ao invés de serem instalados no telhado da edificação. A usina de solo entra justamente para suprir essa carência de espaço no próprio imóvel. Na prática, você pode instalar a energia solar em um terreno que esteja localizado na mesma área da Energiza para que o sistema seja interligado à rede pública, gerando mais economia.
 
Segundo edital publicado no site www.comprasgovernamentais.gov.br  e também no site www.leopoldina.mg.gov.br - link Licitação, a usina para geração de energia solar fotovoltaica servirá para compensação de energia elétrica consumida pelas unidades consumidoras da Secretaria Municipal de Educação, no caso as escolas da rede municipal de ensino.
 
Fonte> Edição 3132, de 10/11/2021, do Diário Oficial dos Municípios Mineiros
 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »