24/03/2022 às 17h04min - Atualizada em 24/03/2022 às 17h04min

Após trabalho intenso do vereador Queijinho COPASA retoma obras que estavam paralisadas

Moção de Repúdio e requerimento para a realização de Audiência Pública para discutir a falta de qualidade dos serviços prestados levaram a empresa a se mexer.

Homens e máquinas no assentamento de uma das torres
Votado em todo o Município de Leopoldina, mas com base eleitoral mais forte no conglomerado de bairros na região do Bela Vista, o vereador Marcos Vinicius Pereira Lima Costa, popularmente conhecido como ‘Queijinho’, vibrou ao constatar que seus esforços não têm sido em vão.
 
Ele foi comunicado por um alto funcionário da COPASA que as obras inacabadas da concessionária teriam sequência e conclusão, o que de fato vem acontecendo com a instalação das torres de abastecimento d’água que estão sendo assentadas em locais próprios para beneficiar os bairros Jardim Bela Vista, Solar, Bela Vista, São Cristóvão, Nova Leopoldina, Cidade Alta, Imperador e Tomé Nogueira.
 
As ações do vereador em relação à COPASA
 
Na reunião ordinária da Câmara Municipal de Leopoldina, ocorrida no dia 02 de agosto de 2021, o vereador Vinícius Queijinho apresentou requerimento solicitando informações e cópias de documentos referentes à COPASA, empresa responsável pelo abastecimento de água no município.
 
Na sessão ordinária ocorrida no dia 03 de agosto de 2021, Vinícius Queijinho encaminhou à Presidência da Câmara um requerimento, solicitando a realização de uma audiência pública com a presença do atual Presidente da COPASA, Sr. Carlos Eduardo Tavares de Castro, e do Diretor Regional da COPASA - Unidade Ubá, Sr. Luiz Eduardo Carvalho Gomes.
 
Nos documentos, o parlamentar solicitou cópia de todos os contratos em vigor entre o Município de Leopoldina e a concessionária. Ele também questionou os motivos pelos quais os reservatórios dos Bairros Três Cruzes, Nova Leopoldina e Tomé Nogueira ainda não haviam sido concluídos.
 
O vereador ainda indagou o Poder Executivo sobre as medidas que foram tomadas diante das inúmeras e constantes reclamações da população em relação aos serviços prestados pela empresa e solicitou o encaminhamento de cópias de todos os documentos de comprovação das medidas tomadas.

Em várias reuniões da Câmara Municipal de Leopoldina, o vereador Vinícius Queijinho apresentou indicações ao Chefe do Poder Executivo com o objetivo de solucionar o antigo problema de falta de água nos bairros Jardim Bela Vista, Solar, Bela Vista, São Cristóvão, Nova Leopoldina, Cidade Alta, Imperador e Tomé Nogueira.

A Indicação nº 39/2021, aprovada por unanimidade, listou uma série de reivindicações ao Executivo, entre elas a conclusão dos serviços de construção de reservatórios de água que vão atender aos referidos bairros e adjacências. Por ser um investimento que está sendo executado pela COPASA, a proposição sugeriu que o Chefe do Executivo mantivesse contatos com a concessionária, a fim de cobrar providências no sentido de reiniciar os trabalhos, que até então estavam paralisados.
 
Queijinho acompanhou de perto o início das ações


O papel do vereador
 
Fiscalizar os atos do Poder Executivo é uma das funções do vereador. Um expediente muito utilizado com este objetivo é o encaminhamento de pedidos de informações ou cópias de documentos através de requerimento, o qual não pode deixar de ser respondido pelo Chefe do Executivo, sob pena de ser responsabilizado por improbidade administrativa.
 
O vereador esclareceu que a audiência pública teria o objetivo de tratar das inúmeras reclamações da população em relação a interrupções constantes de abastecimento sem justificativa, vazamentos recorrentes em diversos pontos da cidade, a deficiente recuperação das vias públicas após execução de algum serviço e falta de uma comunicação direta com a população.
 
Os constantes problemas nos serviços prestados pela COPASA e as inúmeras reclamações da população geraram uma Moção de Repúdio, assinada e aprovada por todos os vereadores, que foi encaminhada à Gerência Regional da Empresa, em agosto do ano passado. Esta manifestação da Câmara foi justificada pela falta de qualidade nos serviços prestados aos moradores de Leopoldina, sobretudo pela ausência de investimentos que garantissem mais eficiência e qualidade nos serviços de abastecimento de água, pela inércia da empresa mesmo diante de tantas reclamações e por não estar atendendo ao interesse público.
 
A força dada pela população em abaixo assinado
 
Convicto de que uma andorinha só não faz verão, o vereador Queijinho teve a ideia de elaborar um abaixo assinado para reforçar seus pedidos junto à COPASA e ao Poder Executivo. Com a ajuda de vários comerciantes dos bairros envolvidos, ele chegou a coletar cerca de 5 mil assinaturas, o que deu força ao movimento, tanto que as obras foram retomadas e já avançaram bastante.  Por isso, Queijinho acredita foi a força da população que deu impulso suficiente para que chegasse ao ponto atingido.
 
Humilde, o vereador reconhece o auxílio recebido de pessoas como o empresário Ivan do Bem e sua irmã Vanilde do Bem, do vice-prefeito Totonho Pimentel, do Secretário de Agricultura Edmilson Macedo, da Energisa, Elétrica Leopoldinense e do próprio prefeito Pedro Augusto Junqueira Ferraz, além, é claro, dos funcionários das COPASA de Leopoldina que se empenharam muito para a evolução das obras.
 
Fontes> Câmara Municipal de Leopoldina e Arquivo do Jornal Leopoldinense

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »