18/10/2014 às 19h59min - Atualizada em 18/10/2014 às 19h59min

Lula é recebido por milhares de pessoas em BH

Considerado o evento de arrancada da reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) no segundo turno, mineiros mostraram como o estado abraçou a campanha da petista

Milhares de pessoas se reuniram em Belo Horizonte, em ato de apoio à presidenta Dilma Rousseff.

Belo Horizonte (18 de outubro) - Milhares de pessoas se reuniram neste sábado, em Belo Horizonte, para participar de um ato de apoio à reeleição da presidenta Dilma Rousseff (PT) organizado pelo ex-presidente Lula. Recebido aos gritos de “Lula guerreiro do povo brasileiro”, o petista conclamou a militância para ir às ruas e garantir a reeleição de Dilma Rousseff. “A partir de hoje cada um de nós vai se transformar em uma Dilma. Vamos todos reeleger a presidenta”, discursou Lula que estava acompanhado do governador Fernando Pimentel (PT), o presidente do PT de Minas, deputado federal Odair Cunha, representantes do PMDB, PCdoB, Pros, PRB e de sindicalistas.

Lula alertou os mineiros da importância de não eleger o candidato do PSDB. O ex-presidente comparou à eleição de Collor que, assim como o candidato do PSDB, era vendido pela imprensa como o candidato da mudança.  “Em 1989, com medo de mim, Ulysses, Brizola e Covas a imprensa ajudou a eleger Collor dizendo que ele era o novo. E vocês sabem o que aconteceu depois”, declarou.

A falta de respeito com que o candidato tucano tem tratado Dilma também foi citada pelo presidente como uma mostra de sua personalidade. “Ele é um filhinho de papai. Ela é uma presidente da República. Ele não respeita nem a instituição. Sabe qual foi o primeiro emprego dele? Foi de assessor do pai que era deputado federal e trabalhava no Rio de Janeiro. É o melhor emprego do mundo”, ironizou. Lula ressaltou a importância de reeleger a presidente Dilma para manter os programas sociais como o bolsa-família, Minha Casa Minha Vida, e os avanços na educação obtidos através do Pronatec, por exemplo.

Em seu discurso, o primeiro governador do PT eleito em Minas, Fernando Pimentel, lembrou que o PSDB perdeu duas vezes em Minas no primeiro turno. Dilma venceu Aécio Neves no estado e o PT derrotou o candidato tucano ao governo de Minas. Isso, de acordo com ele, mostra que os mineiros não têm dono, como o candidato tucano acredita. “Eles disseram que o candidato deles era especialista em derrotar o PT, com aquele jeito debochado e cínico. Mas Minas não tem dono, não tem rei, não tem imperador”, discursou Pimentel.

Lula aproveitou para agradecer os mineiros que elegeram o PT e alertou que caso Aécio vença a eleição Minas será prejudicada. Ele citou, ainda, a completa ausência de diálogo do ex-governador Aécio com as entidades representativas da sociedade e profissionais da educação.

Presente no evento, a presidente da CUT, Beatriz Cerqueira, lembrou os 23 processos que o PSDB move contra os sindicatos dos professores. “Que não seja feito no Brasil o que passamos em Minas. Temos escolas funcionando dentro de motel e posto de gasolina e o governo tentando nos intimidar”, disse Cerqueira. Lula respaldou o discurso da sindicalista. “Vocês sabem quando ele (Aécio) se reuniu com os índios? Com os professores? Com os catadores de lixo? Nunca”. O ex-presidente recebeu uma carta de apoio à reeleição de Dilma Rousseff de representantes dos movimentos nacional e estadual de catadores de materiais recicláveis.

Durante todo o evento, os presentes aplaudiam,  levantavam as bandeiras e gritavam palavras de ordem. O ato foi considerado a arrancada final desse segundo turno. Mais uma vez os mineiros mostraram que Minas não tem dono e que já escolheram o projeto de governo que desejam para o País: o projeto do PT iniciado por Lula. Estudante de direito, Ana Luisa Ferreira de 21 anos assistiu, pela primeira vez, o ex-presidente Lula discursar. Para ela, a reeleição da presidente Dilma representa a força do povo, do trabalhador ante os interesses do patrão. “Eu vim hoje para ver o Lula discursar e para mostrar meu apoio à presidente. Acho que o Brasil melhorou muito ao priorizar os interesses das pessoas, do trabalhador e ao investir na educação. O Pronatec é um dos programas mais bacanas que conheci”, declarou.

Militante petista há vinte anos, o micro-empresário Luiz Henrique Donato quer continuar a ver o Brasil crescer. “Eu tenho meu negócio e vejo que as pessoas estão comprando mais, estão conseguindo ter dignidade. É por isso que lá em casa todo mundo vota no PT”.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »