30/10/2014 às 21h33min - Atualizada em 30/10/2014 às 21h33min

Polos regionais fazem balanço do Parlamento Jovem de Minas

Na manhã desta quinta-feira (30), também foram apresentados os temas sugeridos para a edição 2015 do projeto.

Presentes no Centro Cultural do Sesc Venda Nova, na Capital, 113 estudantes de 27 municípios mineiros.

A apresentação dos temas sugeridos para a edição de 2015 e os relatos das experiências da etapa regional marcaram a manhã de trabalhos do Parlamento Jovem de Minas Veja Álbum de fotos na quinta-feira,30/10. Presentes no Centro Cultural do Sesc Venda Nova, em Belo Horizonte, 113 estudantes de 27 municípios mineiros, entre eles Leopoldina, foram apresentados às três sugestões de temas para 2015: Recursos hídricos; Violência contra crianças e adolescentes; e Segurança pública, com enfoque nos direitos humanos.

O Parlamento Jovem de Minas é desenvolvido pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) em parceria com a PUC Minas e câmaras municipais. Neste ano, o tema do projeto é “Envelhecimento e qualidade de vida”.

Segundo a servidora da Escola do Legislativo da ALMG, Fernanda Machado Freitas, que é uma das coordenadoras do Parlamento Jovem de Minas, a dinâmica de escolha do tema foi modificada neste ano. Antes, essa escolha era feita apenas entre os coordenadores, a Escola do Legislativo e a PUC Minas. Neste ano, o objetivo foi que esse processo chegasse aos estudantes. Dessa forma, os temas sugeridos foram compilados e apresentados na manhã desta quinta (30) para que os estudantes levem essa discussão aos seus municípios. A ideia é que eles estudem as propostas para depois votarem qual assunto vai nortear a edição de 2015 do projeto.

Sobre os relatos regionais, cada um dos cinco polos trouxe suas experiências sobre o que consideram válido compartilhar. Foram apresentadas experiências das etapas de Belo Horizonte, do Sul de Minas, do Triângulo Mineiro, da Zona da Mata e de João Monlevade. De acordo com Fernanda Freitas, o objetivo foi verificar a pluralidade de ações em cada etapa.

Avaliação – Belo Horizonte mostrou como foram as reuniões de preparação e planejamento com os outros dois municípios participantes do seu polo: Betim e Contagem. Eles fizeram um cronograma com formação e atividades unificadas, que culminou em um processo de avaliação do que foi feito. Entre os pontos positivos, foram apresentados o estreitamento da relação entre escolas e câmaras municipais, a interação dos alunos com suas diferentes realidades locais, além da mudança de olhar sobre o tema proposto. Entre as dificuldades apresentadas, estão a distância entre os municípios e o curto espaço de tempo entre a realização dos grupos de trabalho e a plenária final.

Já o polo Sul de Minas, com participação de Carvalhópolis, Monte Sião, Santa Rita de Caldas, Pouso Alegre e Poços de Caldas, apresentou um vídeo sobre os momentos mais marcantes da etapa realizada nessas cidades. O envolvimento dos jovens com o tema e a amizade entre os participantes foram os principais pontos levantados.

A mudança de percepção sobre o tema também foi destacada pelo polo formado por João Monlevade e Itabira, que também ressaltou o entrosamento dos alunos e a importância dos debates.

O polo do Triângulo Mineiro - composto pelos municípios de Conceição das Alagoas, Iturama, Uberaba e Uberlândia - ponderou que a distância geográfica foi um dificultador e, por isso, houve apenas uma reunião em fevereiro, quando foi traçado o caminho a seguir. Em setembro, em Uberaba, foi realizada a etapa regional, com 99 participantes, e a interlocução e a inserção de novas cidades foram os fatores positivos desse momento.

Os participantes do polo Zona da Mata – formado por Juiz de Fora, Leopoldina, Matias Barbosa e Santos Dumont – destacaram que a etapa regional possibilitou mais uma oportunidade de debates para aqueles estudantes que não iriam participar da etapa estadual. Outro fator positivo foi a mudança de visão sobre o idoso na sociedade, com a promoção de ações como a visita a um asilo, por exemplo.

Na tarde desta quinta-feira (30), os estudantes estarão na Escola do Legislativo da ALMG para trabalhar e priorizar as 56 propostas da etapa estadual. O objetivo é levar até 12 propostas para a plenária estadual, que acontece no Plenário da ALMG na tarde desta sexta-feira (31).

Consulte a programação completa da etapa estadual do Parlamento Jovem de Minas 2014.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »