08/11/2014 às 15h32min - Atualizada em 08/11/2014 às 15h32min

População aplaude a possibilidade de comprar com qualidade e melhor preço

O estímulo à concorrência possibilita que todos cresçam e o consumidor ganhe.

Luiz Otávio Meneghite
Em breve, Leopoldina poderá ver inaugurada uma filial das Lojas Americanas.

Há poucos dias precisei adquirir um mobiliário para minha residência e, como sempre faço, pesquisei em pelo menos três lojas de Leopoldina e em seguida na internet onde despontam grandes cadeias de lojas como Casas Bahia, Magazine Luisa, Lojas Americanas e Ricardo Eletro para citar as mais conhecidas do e-commerce.

Das três lojas pesquisadas no centro da cidade encontrei variações de preços que chegaram a diferenças em torno de R$120,00. Isso, em estabelecimentos localizados a menos de 100 metros um do outro. Na internet, encontrei preços mais baixos, porém, o frete colocava a mercadoria com valores bem próximos dos preços de Leopoldina. O diferencial que me fez comprar na cidade consistiu no fato de ver o produto in loco, tocá-lo, ver detalhes presencialmente, o suficiente para me convencer.

Há cerca quatro anos presenciamos a vontade de uma grande rede de supermercados de se instalar em Leopoldina. A quantidade de empecilhos colocados no seu caminho foi tão grande que eu achei que o interesse dos empresários deixaria de existir. Ao contrário, eles tomaram os obstáculos como desafios a serem vencidos e, felizmente, sua filial de Leopoldina já funciona, gerando empregos e renda.

Contrariando as previsões pessimistas, os empresários que já estavam instalados na cidade não quebraram. Pelo contrário, a concorrência estabelecida proporcionou o crescimento de todos, inclusive de pequenos empresários. Os preços finais ao consumidor melhoraram com a concorrência. Enfim, todos ganharam.

Tenho acompanhado de perto a atuação do atual governo municipal no que tange à geração de empregos e renda. É tão grande o entusiasmo do prefeito e de seus auxiliares quando surge uma chance de atração de uma nova empresa na cidade que me atrevo a dizer que é contagiante. Todas as facilidades são colocadas à disposição dos empresários que pretendem chegar a Leopoldina. Foi assim com o Bahamas, com o Grupo Zema, com a Sol & Neve, com O Boticário e agora com as Lojas Americanas.

Sou insuspeito para fazer tal afirmação, pois nunca votei no atual mandatário do poder executivo municipal e ele sabe disso. Todavia, o fato de não ter lhe dado o meu voto, não impede que eu admire o seu empenho em tornar a cidade melhor com mais postos de trabalho disponíveis principalmente para as novas gerações.

Pessoalmente, sempre torço para que a cidade cresça gradualmente, mas não se transforme repentinamente em uma metrópole regional, pois vemos nas imediações o crescimento muito rápido de algumas cidades onde também cresceu incontrolavelmente o crime e a qualidade de vida não melhorou.

A formulação da enquete sob análise se deveu principalmente ao recente anúncio que o Grupo Lojas Americanas aprovou Leopoldina em seu plano de expansão rumo ao interior do país. Aprovam a chegada de grandes lojas para Leopoldina, 89,1% dos leitores que votaram na enquete, acreditando que a chegada de grandes lojas,  atrairão compradores da região, movimentando a cidade, vão gerar empregos e beneficiar o consumidor.

Apenas 10,9% acreditam que os comerciantes locais serão prejudicados e, consequentemente, vão demitir.

Saudamos a chegada das Lojas Americanas, pois atrelado à sua vinda para a rua Barão de Cotegipe, outro benefício fatalmente será colocado imediatamente à disposição da população, qual seja, a adoção do estacionamento rotativo nas ruas centrais, caso contrário, será o caos.

Resultado da enquete:

Você aprova a chegada de grandes lojas para Leopoldina?

1º) Sim, pois atrairão compradores da região, movimentando a cidade.......56,8%

2º) Sim, elas geram empregos na cidade......................................................18,8%

3º) Sim, pois beneficiam o consumidor........................................................13,5%

4º) Não, porque prejudicam os comerciantes locais.....................................  6,8%

5º) Não, pois as lojas locais vão demitir....................................................4,1%  

Votaram na enquete 267 leitores.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »