08/11/2014 às 15h46min - Atualizada em 08/11/2014 às 15h46min

Laje de residência desabou matando 2 crianças

14 pessoas que estavam num dos quartos da residência assistindo TV

14 pessoas que estavam num dos quartos da residência assistindo TV.

Quatorze pessoas estavam na residência no momento em que a laje de uma casa desabou sobre um dos quartos, por volta das 23 horas desta sexta-feira, 7 de novembro, na rua Liberato Luiz Pereira, 81, centro de Itamarati de Minas.

A Polícia Militar informou a morte de duas crianças vítimas do desabamento: Echyla Anthony Gonçalves, de um ano e seis meses e Maria Luíza Valério Marciano, de 6 anos de idade, que não resistiram aos ferimentos e faleceram a caminho do Hospital de Cataguases após serem atendidas por uma equipe do SAMU.

Outras dez pessoas também se feriram levemente no acidente e foram atendidas pela equipe de plantão do Pronto-Socorro do Hospital de Cataguases e não correm risco de morte, conforme diagnóstico da equipe médica. São elas: Zaqueu Voleiro, Carlos Henrique Machado Valério, Daniele de Fátima Voleiro, Dayara Aparecida Domingos Gonçalves, Marcos Paulo Domingos Valério, Marcos Vinicius Machado Voleiro, Maria Eduarda Voleiro Marciano e Maria Vitória Valério Megres. 

Os adultos tem idades que variam entre 30 e 45 anos e as crianças de 1 ano e seis meses a 10 anos de idade, segundo informou Marcos José Voleiro, 34 anos, que falou com a reportagem do Site do Marcelo Lopes. Ele, que teve um corte no pé esquerdo e seu irmão, Marco Aurélio Voleiro, também estavam no imóvel na hora do desabamento, sofreram ferimentos leves e foram atendidos no Pronto-Socorro em Itamarati de Minas. De acordo com Marcos José, o irmão estava na parte de cima da casa, onde dorme, e viu quando tudo aconteceu. "Ele ouviu um estalo enorme, a laje começou a cair e saiu gritando para todo mundo sair, mas não deu tempo", disse.

Depois que parte da laje caiu sobre um dos quartos da residência, onde todos assistiam TV, os vizinhos correram para socorrer, entraram no imóvel e começaram a remover pedaços de concreto e a retirar as pessoas que estavam feridas sem gravidade. Os demais, que necessitavam de maiores cuidados receberam ajuda da equipe do SAMU e foram levadas para o Hospital de Cataguases. 

Uma guarnição do corpo de Bombeiros de Muriaé, além do sargento Filho, daquela mesma instituição, mas servindo em Ubá, compareceram ao local. De acordo com o sargento bombeiro Ferreira, que comandava a equipe de Muriaé, o imóvel que sofreu o desabamento da laje tem problemas na estrutura que apresenta corrosão nas vigas de sustentação. Ele revelou que a residência corre risco de desabar e que ficará interditada até que um engenheiro responsável faça uma vistoria no local e emita um laudo técnico sobre as reais condições da casa.A prefeita Tarcília Fernandes que estava em viagem retornou imediatamente à cidade acompanhando de perto toda a situação. De acordo com informações extra-oficiais, o imóvel deverá ser demolido pela prefeitura nos próximos dias.

 

Fonte: Site do Marcelo Lopes.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »