21/11/2014 às 16h41min - Atualizada em 21/11/2014 às 16h41min

Gasto de energia desnecessário

***Leonardo Rivetti é gerente de Eficiência Energética da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig)

Leonardo Rivetti é gerente de Eficiência Energética da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig).

 A energia elétrica consumida por aparelhos eletrônicos no modo stand by ou espera pode representar um acréscimo de até 15% na conta de energia. Por isso, a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) tem se preocupado a informar aos seus clientes que medidas simples podem gerar economia e também evitar este tipo de desperdício.

Equipamentos que as pessoas costumam ter em casa, como receptores de TV por assinatura, computadores, televisão, micro ondas, DVDs ou Blu-Rays, dentre outros, podem ficar ligados em modo de stand by 24 horas por dia, e a soma do consumo destes aparelhos, mesmo em “modo de espera” certamente eleva o valor da conta no final do mês.

Em stand by, os aparelhos consomem menos do que em uso normal mas consomem, por analogia é como uma torneira pingando 24 horas. Para evitar este desperdício é necessário que o consumidor de fato desligue o equipamento ou retire o da tomada. Vale ressaltar, ainda, que os equipamentos mais antigos consomem mais e consecutivamente também  no modo de espera.

Geralmente, os receptores de TV por assinatura são os que mais proporcionam este tipo de desperdício de energia, pois na maioria das vezes as pessoas desligam apenas a TV e acreditam que os receptores ficam no modo stand by, mas na verdade permanecem ligados.  Assim, apenas com o simples ato de desligar os aparelhos ou retira-los da tomada interrompe esse consumo dispensável.  

Dessa forma, não há dúvida de que a mudança de hábito é a melhor maneira de se evitar o desperdício de energia. Se o consumidor sabe que vai ficar muito tempo sem usar a TV, não custa nada desliga-la. Também é importante não deixar o micro-ondas só por causa do relógio digital ou o carregador de celular conectado na tomada. Qualquer economia, o planeta agradece e o bolso também.  

O consumo de energia depende, praticamente, da potência dos equipamentos e do tempo de utilização. Então é importante utilizarmos equipamentos de menor potência entre os similares e apenas no tempo necessário. Por isso, é importante optar na hora da compra por equipamentos mais eficientes, aqueles identificados com o Selo Procel ou com classificação ‘A’ no Programa Brasileiro de Etiquetagem do Inmetro.

Um relatório da Agência Internacional de Energia (AIE) divulgado neste ano e denominado More Data, Less Energy: Making Network Standby More Efficient in Billions of Connected Devices apontou que o planeta consumiu s mais de 615 terawatts de energia por hora (TWh) no ano passado com 14 milhões de aparelhos ligados e conectados à internet, incluindo PCs, notebooks, tablets, smartphones, modems, máquinas de lavar, geladeiras e Smart TVs.

Desse total, nada menos que 400 TWh foram jogados fora com o nosso mau hábito de não desligar nossos equipamentos. Essa quantidade é maior do que o consumo de energia elétrica, em 2013, na Noruega e no Reino Unido. Essa energia desperdiçada representa cerca de U$ 80 bilhões.

Em um momento tão adverso para a geração de energia elétrica no Brasil, simples mudanças de comportamento podem impactar positivamente para o meio ambiente. Toda economia que fizermos no presente certamente será importante para as gerações futuras.

Henrique Frederico -Assessoria de Imprensa-Partnersnet Comunicação Empresarial Ltda


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »