03/12/2014 às 21h41min - Atualizada em 03/12/2014 às 21h41min

Geógrafo Milton Santos será homenageado no Prêmio Celso Furtado 2016

Intelectual foi essencial para a compreensão do território nacional e do processo de urbanização.

O nome do intelectual, falecido em 2001, foi aprovado no Ministério da Integração Nacional.

O geógrafo Milton Santos será o homenageado Prêmio Celso Furtado de Desenvolvimento Regional em 2016. O nome do intelectual, falecido em 2001, foi aprovado em plenária realizada na semana passada no Ministério da Integração Nacional (MI), em Brasília (DF).

O prêmio é realizado a cada dois anos. O homenageado de 2014 foi o economista Armando Dias Mendes, por sua contribuição ao desenvolvimento econômico e regional do país.

A escolha de Milton Santos resulta do reconhecimento que sua obra traz para a compreensão do Brasil contemporâneo. Suas teorias contribuíram para o entendimento da atual configuração do território nacional, bem como do processo de urbanização da América Latina e do Brasil.  

Nascido em 1926, em Brotas de Macaúbas (BA), Milton Santos foi bacharel em Direito pela Universidade Federal da Bahia, doutor em Geografia pela Universidade de Strasbourg, na França, e autor de dezenas de livros que marcaram o estudo geográfico no Brasil. “Milton Santos é o maior geógrafo da história do país. É reconhecido internacionalmente. Ele centrou o território em seu foco de estudos”, diz o presidente da Comissão Julgadora do prêmio e diretor do Centro Internacional Celso Furtado de Políticas para o Desenvolvimento, Marcos Formiga.

Organizada pelo MI por meio da Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR), o Prêmio Celso Furtado contempla teses acadêmicas de doutorado, dissertações de mestrado, experiências exitosas e projetos inovadores para implementação no território que contribuam para o aprofundamento do conhecimento da questão regional brasileira ou para a implementação de ações comprometidas com a redução das desigualdades regionais.

O objetivo do prêmio é promover a reflexão acerca do desenvolvimento regional no Brasil.

Assessoria de Comunicação Social Ministério da Integração Nacional


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »