05/01/2015 às 21h01min - Atualizada em 05/01/2015 às 21h01min

Prefeitura de Leopoldina investe no transporte de saúde e renova frota de veículos

Com todas as dificuldades de recursos foi possível transportar mais pacientes com menos viagens.

Veículos novos adquiridos pela Secretaria de Saúde de Leopoldina.

Com mais da metade da frota existente separada para leilão, e os demais veículos reformados, com manutenção preventiva e corretiva, Rogério Cabral, chefe da seção de transportes da secretaria municipal de saúde, avalia como positivo o trabalho no seu setor, mesmo querendo muito mais.

A Secretaria Municipal de Saúde de Leopoldina teve incorporado a sua frota, três novas ambulâncias e um veículo do Governo de Minas, através do empenho do prefeito Dr. José Roberto.

Com todas as nossas dificuldades de recursos conseguimos transportar mais pacientes com menos viagens. Ainda assim, dividimos os pacientes em tratamento de radio e quimioterapia em dois turnos ao dia para Muriaé, o que cremos, dá maior conforto a estes pacientes já tão sacrificados. Antes saiam às 6h e muitas vezes retornavam às 19h, sendo que alguns terminavam o tratamento antes das 11h e outros só começavam depois das 12h.

Outro ganho foi que, em 2013, devido a sensibilidade do prefeito, este nos cedeu um dos veículos que era usado no gabinete e  transportávamos com ele os pacientes de hemodiálise que não são acamados. Em 2014, mesmo com recursos escassos, a prefeitura adquiriu uma Doblo, exclusiva, para estes pacientes, completa Rogério.

Com recursos próprios, a prefeitura adquiriu mais duas Doblo’s para transporte de pacientes, assim como um veículo para a vigilância sanitária, uma van para o setor de endemias e outra para substituir a que vai para Muriaé. Ambas muito confortáveis, com ar condicionado, computador de bordo, airbaig e bagageiro interno.

“Talvez em meio a tantos problemas que cada um vive isso possa parecer pouco, mas tenho certeza que para as centenas de pessoas que foram beneficiadas no seu tratamento, foi um ganho imensurável, por que é muito bom ser tratado como gente e é muito bom sabermos que fizemos a diferença”, completa Lucia Gama.

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde de Leopoldina


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »