08/01/2015 às 22h06min - Atualizada em 08/01/2015 às 22h06min

DNIT MÓVEL ganha versão para iphones

Os motoristas podem indicar ocorrências como queda de barreiras, acidentes e animais na pista.

O DNIT MÓVEL já está disponível para o sistema IOS, que roda nos Iphones. O aplicativo é um instrumento de comunicação direta dos usuários das rodovias federais com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT). O objetivo é comunicar ao DNIT os problemas encontrados nas rodovias, sem a necessidade de intermediários como o telemarketing. Para fazer o download, basta o interessado acessar a Apple Store.

Com o DNIT MÓVEL, os motoristas podem indicar ocorrências como queda de barreiras, acidentes e animais na pista. Para isso, basta o usuário parar o carro e iniciar o processo. O programa permite que a ocorrência seja feita de forma anônima. Caso o interessado queira uma resposta do DNIT, é necessário fazer um pequeno cadastro. Ao abrir o aplicativo, aparece na tela um mapa com a localização do GPS. Antes de iniciar o processo, uma mensagem de alerta aparecerá na tela: ‘Você é o condutor?’. Em seguida, o programa chama a atenção para que o motorista estacione o veículo: você só poderá informar uma ocorrência se não estiver dirigindo.

Com essa confirmação, a tela do aplicativo disponibiliza um menu, que pode ser em forma de ícones ou de listagem. Basta selecionar os problemas encontrados, fazer um pequeno relato e enviar. Há ainda a possiblidade de anexar a foto da ocorrência. “A localização exata é marcada por GPS. Com isso, pode-se mapear os problemas da malha rodoviária federal, atualizando os dados sobre suas condições”, acrescenta Adailton Dias, diretor de Planejamento e Pesquisa do DNIT. O aplicativo, com a ajuda dos usuários, permite que os reparos e manutenção das rodovias federais possam ser feitos mais rápido, proporcionando, assim, mais segurança para os usuários.

BALANÇO – O DNIT MÓVEL, por essas características, é mais um instrumento em favor da segurança nas estradas brasileiras. Segundo Adailton Dias, com as informações dos usuários, o órgão poderá agir de maneira mais rápida na correção dos problemas encontrados nas rodovias federais. “Assim, nós poderemos classificar estatisticamente as ocorrências e, tendo a localização exata, acionar com rapidez a empresa responsável pela manutenção do trecho”, destaca.

Em menos de um mês de lançamento, primeiro para o sistema Android, mais de 10 mil usuários fizeram o download do aplicativo. Isso contribuiu com a queda da taxa de acidente nas festividades de final do ano. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), foi 10% menor do que o registrado no mesmo período do ano passado. “Além da fiscalização da PRF, arrisco a dizer que as nossas ações na manutenção também ajudaram a alcançar este número”, afirma Adailton Dias.

TECNOLOGIA – Adailton Dias acrescenta que as ações de inovação do DNIT ajudam melhorar a segurança nas rodovias brasileiras. Além do DNIT MÓVEL, outro destaque é o Veículo de Diagnóstico de Rodovias (VDR), que é um veículo aparelhado com equipamentos capazes de aferir o Índice de Irregularidade Internacional (IRI), o Levantamento Visual Contínuo (LVC) e o Registro em Vídeo. 

No primeiro, o IRI, o equipamento verifica os desvios da superfície do pavimento, levando em consideração a qualidade de rolamento e o conforto do usuário. No LVC, o carro percorre uma rodovia e um operador visualiza os defeitos do pavimento como buracos e trincas. O Registro em Vídeo das vias é realizado por um sistema de câmeras, instaladas no veículo, capazes de transferir as imagens para um computador com o programa apropriado.

“O VDR é responsável por coletar informações da qualidade do pavimento asfáltico. Essa iniciativa precursora, inclusive, está entre as 10 finalistas do 19º Concurso de Inovação na Gestão Pública Federal, promovido pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap) e que premia projetos com resultados positivos para a administração pública e para a sociedade”, lembra Adailton Dias. 

 

5 – Falta de sinal de internet ou GPS

Caso não haja sinal de GPS ou de internet, é necessário informar o local manualmente. As informações pedidas são: o estado, o número da BR (rodovia) e o quilômetro da ocorrência. Assim que o sinal for restabelecido, as informações serão enviadas.

Veja mais em: www.dnit.gov.br

 

Fonte: Fábio Lino-DNIT

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »