19/03/2015 às 08h19min - Atualizada em 19/03/2015 às 08h19min

Aécio ataca de novo

Projeto do PSDB proporá a cassação do registro de partidos que receberem recursos ilegais

Por Tereza Cruvinel em seu blog

Depois de pedir a abertura de investigações contra a presidente Dilma, o senador Aécio Neves turbinou a radicalização que vem pautando sua ação política. Criticando o pacote de medidas anti-corrupção lançado hoje pela presidente Dilma, que considerou inócuo, tardio e pouco eficaz, o presidente do PSDB anunciou a apresentação de um projeto de lei que punirá com a perda do registro os partidos políticos que tenham recebido ou venham a receber recursos ilegais ou derivados de corrupção.

Seu alvo é claro. Os procuradores da Operação Lava Jato estão sustentando que as doações legais de empreiteiras envolvidas no esquema da Petrobrás ao partido eram propinas disfarçadas.

– Achei o pacote da presidente muito aquém do escândalo a que estamos assistindo. Então o tesoureiro do PT é acusado de ter pedido propinas para o partido em forma de doações e ninguém diz nada? Sobre isso não houve uma palavra do PT nem do governo. Nós vamos dar uma contribuição importante para melhorar este pacote. Vamos apresentar, através do líder na Câmara, um projeto de lei que cassa o registro de todos os partidos que recebam recursos ilegais ou derivados da corrupção. Quem nunca tiver recebido não terá problema em assinar o pedido de urgência para sua votação. Espero que o PT assine.

Não é a primeira vez que a oposição ensaia pedir a cassação do registro do PT. Em 2005, na crise do chamado mensalão, a oposição fez ameaças neste sentido mas não chegou a tomar nenhuma iniciativa. Os tempos, hoje, entretanto, são bem mais adversos para o Partido dos Trabalhadores.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »