16/04/2015 às 10h09min - Atualizada em 16/04/2015 às 10h09min

Governo promete retomar obras do hospital regional de Além Paraíba

Dos 165 remédios que faltavam em janeiro, 65 já estão disponíveis, diz secretaria

Secretário Fausto dos Santos apresentou diagnóstico do governo para área de saúde em MG.

O secretário de Estado de Saúde, Fausto Pereira dos Santos, prometeu finalizar a construção de oito hospitais regionais até o fim de 2016. “Todas as obras vão ser retomadas. A ideia do Estado é concluir, primeiramente, o Hospital de Uberaba (no Triângulo) – o mais adiantado, com 90% das intervenções feitas –, e até o fim de 2016 terminar a construção das outras sete unidades em andamento”, explicou ele em coletiva de imprensa, na quarta-feira, 15 de abril, na Cidade Administrativa, na região Norte da capital, em que apresentou o diagnóstico feito pelo atual governo para a área de saúde em Minas.

Os hospitais que terão obras retomadas estão em Conselheiro Lafaiete, Valadares, Teófilo Otoni (paradas); e Sete Lagoas, Uberaba, Divinópolis, Além Paraíba e Juiz de Fora (em ritmo lento).

O representante do Executivo ressaltou, no entanto, que vai precisar do auxílio do governo federal para concluir os projetos. Atualmente, o orçamento destinado à saúde aprovado na Assembleia Legislativa de Minas Gerais está na casa dos R$ 5 bilhões anuais. Com a previsão de aporte de R$ 1 bilhão em recursos a serem liberados neste ano pelo Ministério da Saúde, o valor disponível chega a R$ 6 bilhões.

Esse total de recursos também será usado para honrar compromissos assumidos na gestão passada, que deixou déficit de R$ 1,5 bilhão referente ao ano de 2014, segundo Santos. “O governo se comprometeu a dar continuidade ao pagamento de despesas que foram assumidas em 2014. Não temos como quitar o valor total de uma vez, mas estamos colocando esses pagamentos como prioridade. Na medida das possibilidades financeiras do Estado, vamos dar sequência a pagamentos a fornecedores e a transferência de recursos aos municípios e instituições prestadoras de serviços”, disse.

Procurado para comentar as declarações do atual secretário, o deputado estadual Antônio Jorge (PPS), titular da pasta na gestão anterior, afirmou que as obras dos hospitais estavam atrasadas por motivos diversos, entre eles a falta de apoio do governo federal.

“Nenhum governo consegue resolver os problemas da saúde em uma única gestão. Tomara que os hospitais sejam finalizados agora que o governo federal e o estadual são da mesma legenda. Além disso, os hospitais foram encontrados em estado avançado das obras. Para mim, o maior desafio é discutir o custeio desses hospitais (regionais)”, afirmou.

Publicado originalmente por Nathália Lacerda em O Tempo Online


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »