16/05/2015 às 18h41min - Atualizada em 16/05/2015 às 18h41min

Família Andrada pode abandonar ninho tucano

Filho do deputado federal Bonifácio Andrada e irmão do prefeito de Barbacena, Toninho Andrada, Lafayette Andrada é um dos mais revoltados com o ninho tucano

Lafayette Andrada é um dos mais revoltados com o ninho tucano.

A tradicional família Andrada, presente na política brasileira há quase dois séculos, pode desembarcar do PSDB. De acordo com interlocutores tucanos, uma “briga feia” durante a eleição do diretório de Juiz de Fora no último fim de semana foi a “gota d’água” para que a debandada fosse analisada pelo clã familiar.

“O PSDB mineiro está um pouco abandonado, e muitos conflitos acabam acontecendo. No caso dos Andradas, o que acontece é que eles não conseguem ficar de fora da base do governo, mesmo”, diz outra fonte ligada ao PSDB, em conversa com o Aparte. Para um parlamentar tucano, que pediu para não ser identificado, no entanto, a família “não conseguiu o que queria nem teve o pedido apaziguado pelas lideranças”.

Filho do deputado federal Bonifácio Andrada e irmão do prefeito de Barbacena, Toninho Andrada, o parlamentar mineiro Lafayette Andrada é um dos mais revoltados com o ninho tucano. Durante a semana, ele chegou a ligar para correligionários para “desabafar” e se queixar do PSDB.

Apesar dos indícios, Lafayette Andrada nega que exista possibilidade de deixar o partido. “Essa história não procede, não tem o menor cabimento. A minha relação com o PSDB e com os outros membros do partido é excelente, tanto que fui colocado como um dos líderes na ALMG e tenho bom trânsito com as lideranças do partido”, garante o tucano. Ele tentava se eleger presidente do PSDB de Juiz de Fora, mas o vereador Rodrigo Mattos, filho do ex-prefeito Custódio Mattos, acabou conquistando a vitória.

A história dos Andradas na política surge antes mesmo de Dom Pedro I proclamar a Independência do Brasil e se inicia com José Bonifácio de Andrada e Silva, que participou dos movimentos para separar o Brasil de Portugal.

Fonte: O Tempo Online

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »