18/05/2015 às 16h01min - Atualizada em 18/05/2015 às 16h01min

‘Grupo Velho’ vai passar por reforma e ampliação

O prédio atual, na Praça Francisco Pinheiro Corrêa de Lacerda, ficou pronto em 1924.

Luiz Otávio Meneghite
O prédio na Praça Francisco Pinheiro Corrêa de Lacerda, ficou pronto em 1924.

A  Escola Municipal Ribeiro Junqueira, também conhecida como ‘Grupo Velho’ por ser um dos mais antigos estabelecimentos de ensino de Leopoldina, vai ser ampliado e passar por uma reforma.

A revelação foi feita com a publicação de um edital de licitação na modalidade ‘Tomada de Preços’, no Diário Oficial dos Municípios Mineiros, desta segunda-feira, 18 de maio, feita pela Comissão Permanente de Licitação da Prefeitura de Leopoldina a pedido da Secretaria Municipal de Educação.

De acordo com o ato oficial, a ampliação deverá durar dois meses e a reforma quatro meses. A escolha da empresa para execução dos serviços será feita no dia 2 de junho, às 13:00 horas.

Maiores informações estão no Edital à disposição dos interessados, na Prefeitura de Leopoldina, à Praça Professor Botelho Reis, Edifício Athenas, Centro, ou pelo telefone (32) 3449 6283 (Setor de Licitação), no horário de 12:00 às 18:00 horas, nos dias úteis. O edital completo poderá ser solicitado através de e-mail enviado ao endereço eletrônico cpl.leopoldina@gmail.com.

‘Grupo Velho’, a origem

A escola foi criada em 14 de outubro de 1907, através do Decreto nº 2.112 do Governador de Minas Gerais, João Pinheiro da Silva, recebendo o nome de “Grupo Escolar de Leopoldina”. O grupo foi inaugurado em 9 de março de 1908, em um prédio situado no encontro das Ruas Tiradentes e 7 de Setembro na atual Praça Gama Cerqueira. Este edifício foi demolido.

A escola funcionou também na Rua Lucas Augusto, onde hoje funciona o Clube Leopoldina e o Colégio Equipe, passando mais tarde para o prédio atual, na Praça Francisco Pinheiro Corrêa de Lacerda que ficou pronto em 1924. No novo prédio a escola passou a se chamar ‘Grupo Escolar Ribeiro Junqueira’, em homenagem ao Dr. José Monteiro Ribeiro Junqueira, que vendeu o terreno à Prefeitura, conforme escritura datada de 30 de dezembro de 1922.

 

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »