12/06/2015 às 09h58min - Atualizada em 12/06/2015 às 09h58min

Vereador é detido por suspeita de crime ambiental

Tribuna de Minas
Lancha com animais abatidos foi apreendida por militares da 4ª Cia da PM 9 ( Tribuna de Minas/ Marcelo Ribeiro )

O vereador João do Joaninho (DEM) foi detido nesta quinta (11) por volta de 17h30, por suspeita de crime ambiental. Militares da 4ª Companhia Independente de Meio Ambiente e Trânsito Rodoviário da PM flagraram o vereador em uma lancha na Represa de Chapéu D’Uvas com três capivaras e um jacu abatidos. Além dos animais, foram apreendidos no barco uma espingarda calibre 22 e 48 munições, sendo duas já deflagradas. Segundo o tenente Aloísio Vargas, o parlamentar estava acompanhado de um homem de 51 anos, que teria assumido a autoria do crime e a posse da arma. O material e a lancha, motor Jhonson 30, foram encaminhados à Delegacia de Santa Terezinha.

A Tribuna esteve na delegacia até às 22h15 de quinta, mas a informação era de que o vereador não estava no local porque teria passado mal, sendo encaminhado para um hospital da cidade, cujo nome não foi divulgado. Já o homem que o acompanhava ainda aguardava o delegado de plantão para prestar depoimento.

A abordagem em Chapéu D’Uvas foi feita por cinco militares, em duas viaturas, que estavam acompanhados de dois fiscais da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Semad). De acordo com o fiscal da Diretoria da Fiscalização da Pesca e da Fauna da Semad Gustavo Cavalcanti Araújo dos Reis, os dois detidos podem ser enquadrados no crime descrito no artigo 29 da Lei 9.605/1998. Por cada animal morto, a multa é de R$ 751,27, totalizando, neste caso, R$ 3.005,08. O valor é referente à espécie não ameaçada de extinção.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »