19/07/2015 às 18h33min - Atualizada em 19/07/2015 às 18h33min

Governador reforça importância da regionalização administrativa e participação popular

Fórum Regional de Governo da Mata será integrado por 93 municípios e encontros irão subsidiar o Estado na elaboração de políticas públicas

Representantes e lideranças da Zona Mata debatem prioridades da região no Fórum Regional realizado em Juiz de Fora.(Carlos Alberto/Imprensa MG)

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, instalou, nesta sexta-feira (17/7), em Juiz de Fora, o Fórum Regional de Governo – Território Mata e destacou a importância da regionalização de ações governamentais para ajudar a recuperação econômica da região. A participação popular também foi ressaltada como política de governo da nova gestão.

“A participação popular é o único caminho possível para governar um Estado com tanta gente, com tanta diversidade e com tanta ansiedade de participação”, afirmou Pimentel em seu discurso.

Essa foi a sexta instalação de Fórum Regional de Governo. Ao todo, 17 fóruns serão criados em todas as regiões de Minas. Esses grupos têm como objetivo oficializar a participação popular na elaboração, execução e avaliação de políticas públicas regionalizadas. “Vamos governar ouvindo as pessoas e regionalizar para administrar”, destacou o governador.

O evento de lançamento do fórum, na parte da manhã, reuniu mais de 600 pessoas. Além do vice-governador Antônio Andrade, secretários de Estado, deputados estaduais e federais, 35 prefeitos da região participaram da cerimônia. Também estiveram presentes vereadores, líderes políticos e representantes de movimentos sociais e populares.

“Teremos todos os atores do Estado atuando, presentes e mostrando a responsabilidade de transformar a participação popular em política de Estado”, afirmou o secretário de Governo, Odair Cunha.

Laís Perrut Marendino, coordenadora do movimento social Maria Maria e representante do Núcleo da Marcha Mundial das Mulheres, classificou a criação do Fórum como um “ganho concreto” para o Estado. “Fomos esquecidos por anos na região, em um período de desesperança. Precisamos que Minas avance na luta pelos nossos direitos”, disse. Laís ainda ressaltou a necessidade de avanços na política pública para o campo para o desenvolvimento da região.

Formato

O Território de Desenvolvimento Mata é integrado por 93 municípios, divididos em 8 microterritórios: Além Paraíba, Carangola, Juiz de Fora, Cataguases, Muriaé, Santos Dumont, São João Nepomuceno e Ubá.

Neste primeiro ano, os Fóruns têm como objetivo principal o levantamento de prioridades de cada território, para que os dados possam orientar a elaboração do Plano Plurianual de Ações Governamentais (PPAG) e do Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado (PMDI). Com essa agenda inicial encerrada, a partir de 2016, os Fóruns seguem como um canal de constante diálogo com a sociedade civil.

Os grupos estão sendo articulados de forma a envolver representantes do governo do Estado, de órgãos federais de expressão regional, prefeitos, vereadores, entidades empresariais e sindicais e representações do poder legislativo estadual e federal. Representantes da sociedade civil serão maioria nos colegiados executivos.

Na parte da tarde desta sexta-feira, secretários de governo e coordenadores do programa realizaram a assembleia geral de trabalho. Os participantes receberam documentos com informações sobre a metodologia de trabalho e as diretrizes para os fóruns. 

A agenda dos Fóruns está sendo disponibilizada no site www.forunsregionais.mg.gov.br. Outras informações poderão ser obtidas através do e-mail [email protected].

Fonte: Segov – Central de Imprensa do Governo de Minas


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »