30/08/2015 às 12h33min - Atualizada em 30/08/2015 às 12h33min

Motociclista que atropelou pedestre é condenado por júri popular

De acordo com a denúncia, o condutor tentou fugir do local sem prestar socorro à vítima.

Um motociclista da Comarca de Itaguara, levado a júri popular por tentativa de homicídio, foi condenado a cinco anos e quatro meses de reclusão, inicialmente em regime semiaberto.

Segundo a denúncia, em 8 de março de 2010, A.M.O. dirigia uma motocicleta, sem habilitação e alcoolizado, e atropelou o pedestre C.M.C., que atravessava a rodovia, causando graves lesões na vítima. Ainda de acordo com a denúncia, o condutor tentou fugir do local sem prestar socorro à vítima.

A.M.O. foi pronunciado (decisão que determina o julgamento por júri popular) em 9 de outubro de 2013, pela juíza da Comarca de Itaguara, Gabriela Andrade de Alencar Ramos. Essa decisão foi confirmada pelos desembargadores da 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).

Quanto à materialidade e à autoria do delito, o Conselho de Sentença ficou convencido da ocorrência do crime doloso tentado contra a vítima, que na época do acidente tinha 60 anos, o que colaborou para o aumento da pena. Como o acusado permaneceu solto durante a instrução criminal, a juíza Gabriela Ramos decidiu que ele poderá recorrer em liberdade.

Assessoria de Comunicação Institucional – Ascom TJMG - Unidade Goiás
 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »