20/09/2015 às 09h42min - Atualizada em 20/09/2015 às 09h42min

Convênio pode viabilizar controle de animais de rua em Ubá

Comissão da ALMG visitou um canil localizado na área rural de Ubá. Ubá tem cerca de 15 mil cães, sendo que 4 mil estão nas ruas.

A cidade de Ubá vai firmar convênio com organizações não-governamentais (ONGs) e veterinários permitindo que avance a política de castração de animais de rua. A medida, que tem por objetivo o controle populacional e bem-estar dos animais, foi anunciada pelo prefeito Vadinho Baião durante visita da Comissão Extraordinária de Proteção dos Animais da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) a um canil localizado na área rural de Ubá nesta sexta-feira (18).
 
O canil existe desde 2010, atualmente é ocupado por 123 cães adultos e 29 filhotes, e já foi visitado duas vezes pelo Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV), a pedido do Ministério Público. No entanto, não se constatou maus-tratos aos animais.
 
A gerente de Assistência de Vigilância de Saúde, Sandra Regina da Silva Kilesse, ressaltou que a entidade pediu que sejam feitas, principalmente, adequações estruturais no espaço, como a cimentação de paredes e pisos. "Estamos fazendo o que é possível. E os cães daqui são saudáveis. Testes foram feitos e não foi constatada leishmaniose. O problema é que não fomos liberados para fazer a castração aqui".
 
Conforme informações divulgadas pela assessoria da ALMG, a lista de adequações necessárias inclui uma estrutura hospitalar para os animais. O canil também não segue o que é preconizado pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa), não é coberto nem possui vigilância noturna. Tendo em vista esse cenário, o prefeito optou pelo estabelecimento de convênios, que serão assinados com ONGs e veterinários, para repasse de recursos e execução das castrações.
 
"A solução para combater definitivamente o problema da população de cães de rua é a castração, mas apesar de termos profissionais competentes no canil, o CRMV não nos permite. Optamos, então, pelo repasse de recursos e essas entidades farão os procedimentos", esclareceu o prefeito.
 
Ubá possui em torno de 15 mil cães, sendo que cerca de 4 mil estão na rua. O presidente da comissão e autor do requerimento para realização da visita, deputado Noraldino Júnior (PSC), frisou a importância de ter um canil municipal como abrigo para os animais que não podem ser adotados. "Estamos batalhando para que, no ano que vem, o Estado estabeleça um programa de castração. O recolhimento não adianta porque os animais não param de procriar e o problema só aumenta", afirmou.

Fonte: G1 Zona da Mata


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »