17/10/2015 às 17h26min - Atualizada em 17/10/2015 às 17h26min

Horário de Verão tem início neste domingo, 18 de outubro

Os relógios devem ser adiantados em uma hora à meia-noite de sábado (17).

O objetivo é reduzir o consumo de energia aproveitando melhor a luminosidade natural.

O horário de verão começa neste domingo, 18 de outubro. À meia-noite de sábado (17), o relógio deverá ser adiantado em uma hora no Distrito Federal e nos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

O horário de verão, que vai até o dia 21 de fevereiro de 2016, serve para que a população aproveite melhor a luz natural, já que o sol vai se por mais tarde, reduzindo a demanda por energia no período mais crítico do dia, conhecido como horário de pico, que é entre 18h e 21h.

De acordo com o Ministério de Minas e Energia, nos últimos dez anos, a medida tem possibilitado uma redução média de 4,5% na demanda por energia no horário de maior consumo e uma economia absoluta de 0,5%. Isso equivale aproximadamente ao consumo mensal de uma cidade do porte de Brasília, com 2,8 milhões de habitantes.

Conforme explica o gerente do Departamento de Operação (DEOP), Fernando Costalonga, “com o horário de verão, existe uma dilatação do período de pico, evitando-se assim uma sobrecarga no sistema elétrico, já que as pessoas aproveitam mais a luz natural. Desta forma, o consumo de energia dos clientes comercial e industrial não coincide com o consumo residencial e da carga da iluminação pública”. Além disso, as linhas de transmissão ficam menos sobrecarregadas.

No entanto, o consumidor normalmente não percebe a redução de consumo na conta de energia, pois há mudança dos hábitos comportamentais. Por exemplo, deixam de utilizar o chuveiro na posição inverno que gasta mais energia, mas passam a utilizar o ventilador ou o ar condicionado.

Abaixo algumas dicas de uso mais eficiente da energia:

o   aproveite ao máximo a claridade do dia deixando as cortinas sempre abertas, evitando acender as lâmpadas;

o   cores claras nas paredes também ajudam a refletir mais a luz;

o   deixe o chuveiro na posição verão, o que reduz em cerca de 30% em relação à posição inverno. Aproveite as altas temperaturas e regule o chuveiro na posição verão. Além disso, evite banhos longos.

o   abra a geladeira o menor número de vezes possível. O ar quente do verão entra no eletrodoméstico e faz o motor funcionar mais para manter os alimentos resfriados;

o   prefira os equipamentos com o Selo Procel, que indica quais são os modelos que consomem menos energia;

o   prefira lâmpadas do tipo fluorescente ou LED, que são mais eficientes e econômicas;

o   os ventiladores de pé são mais econômicos que os de teto, podendo reduzir em até 13,2 kWh o consumo de energia ao mês;

o   limpe os filtros do ar condicionado periodicamente, pois sujos, eles impedem a circulação livre de ar, aumentando o consumo de energia. Onde houver aparelhos de ar-condicionado em uso, deixe a porta fechada;

o   evite deixar a TV e o computador ligados sem necessidade. Sempre que possível, programe o desligamento automático. A função stand-by também consome energia;

o   não utilize vários equipamentos elétricos ao mesmo tempo e evite o uso dos aparelhos mais potentes no horário de pico.

Enviado pela Assessoria de Comunicação da Energisa

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »