26/10/2015 às 21h09min - Atualizada em 26/10/2015 às 21h09min

Bancários encerram greve em MG e mais 6 Estados

Categoria aceitou proposta de 10% de reajuste salarial, mais 14% no valor do ticket e vale refeição; atividades serão normalizadas nesta terça-feira (27); além de Minas; outros seis Estados encerraram a paralisação

CAMILA KIFER/O TEMPO

Após 20 dias, os bancários que atuam na Caixa Econômica Federal e em bancos privados de Minas Gerais decidiram nesta segunda-feira (26) por encerrar a paralisação. Com a decisão, as atividades nas agências do Estado serão normalizadas nesta terça-feira (27). Já os trabalhadores do banco do Brasil ainda estão em assembleia. 

"A decisão foi tomada após analisar a proposta apresentada no fim de semana. Após assembleia, a categoria decidiu aceitar a proposta de 10% de reajuste salarial, mais 14% no valor do ticket e vale refeição", explicou Eliana Brasil, presidente do Sindicato dos Bancários de Belo Horizonte e Região. 

Em Belo Horizonte e região metropolitana, a greve teve início no dia 6 de outubro. A paralisação teve a adesão ao movimento foi de mais de 60% da categoria.

Inicialmente, segundo o sindicato, a categoria pedia 16% de reajuste salarial. Uma proposta de 5,5% mais o abono de R$ 2.500 - não incorporado ao salário - oferecidos pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) foi rejeitada.

Na última sexta-feira (23), a Fenaban ofereceu aos trabalhadores um aumento salarial de 10% e reajuste de 14% sobre os vales-refeição e alimentação. 

Assim como Minas Gerais, os bancários do Estado de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Piauí também aceitaram a proposta e retornarão ao trabalho nesta terça.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »