07/01/2016 às 08h44min - Atualizada em 07/01/2016 às 08h44min

Três empresas estão habilitadas para segunda etapa do esgotamento sanitário de Leopoldina

Obras compreendem os subsistemas das bacias dos córregos Feijão Cru e Jacareacanga e recursos giram em torno de R$50 milhões.

Luiz Otávio Meneghite
A maior parte do esgoto sanitário de Leopoldina é lançada no córrego Feijão Crú
O Diário Oficial dos Municípios Mineiros, publicou em sua edição de 8 de outubro de 2015, autorização do prefeito José Roberto de Oliveira para que a  Comissão Permanente de Licitação  realizasse no dia 17 de novembro de 2015, Concorrência Pública para contratação de empresa especializada para realização das obras da segunda etapa do Sistema de Esgotamento Sanitário no Município de Leopoldina, compreendendo os subsistemas das bacias dos córregos Feijão Cru e Jacareacanga. A realização da Concorrência Pública para a segunda etapa antes que a primeira tenha sido iniciada foi uma orientação do Ministério das Cidades ao prefeito José Roberto de Oliveira, que tem feito insistentes viagens à Juiz de Fora onde discute o assunto junto à Regional da Caixa Econômica Federal, à Belo Horizonte, na Superintendência da CEF e a Brasília, no Ministério das Cidades. “Dei do meu suor e do meu sangue para a conquista desta obra com incontáveis viagens”, disse o prefeito ao jornal Leopoldinense.
 
Várias empresas participaram da Concorrência Pública e no último de 06 de janeiro de 2016, o presidente da Comissão Permanente de Licitação, engenheiro Eros Souza Leão Araújo divulgou a decisão pela habilitação para a próxima fase das empresas: Comim Construtora Ltda, Infracon Engenharia e Comércio Ltda e Perfil Engenharia S/A. A decisão foi publicada na edição nº 1659, desta quinta-feira, 07 de janeiro de 2016, do Diário Oficial dos Municípios Mineiros e no Portal da Prefeitura Municipal de Leopoldina.

Empresa vencedora da primeira etapa já foi definida



A Comissão Permanente de Licitação da Prefeitura de Leopoldina abriu no dia 21 de maio de 2015, os envelopes contendo as propostas das empresas habilitadas para a Concorrência Pública para realização da primeira etapa das obras de ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário de Leopoldina. Saiu vencedora do certame a  Infracon Engenharia e Comércio Ltda, de Belo Horizonte, que apresentou o menor preço: R$ 29.196.581,48. O resultado foi enviado  à Caixa Econômica Federal para a liberação dos recursos. Segundo uma fonte oficial do jornal Leopoldinense, dos R$32.810.097,92 orçados para a obra, metade já estaria disponível na agência local da Caixa. A mesma fonte revelou que as duas etapas envolvem valores em torno de R$50 milhões.

Onde serão gastos os recursos

A empresa vencedora da Concorrência Pública aberta pela Prefeitura de Leopoldina vai realizar obras de ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário na cidade de Leopoldina. Os recursos são oriundos de parceria firmada entre o Município e o Governo Federal via Ministério das Cidades e Caixa Econômica Federal. De acordo com o projeto, a obra contempla todos os subsistemas dos córregos Feijão Cru e Jacarecanga, incluindo rede coletora, interceptor, ligações prediais, estação elevatória, linha de recalque/extravasor, estações de tratamento de esgoto e serviços complementares de engenharia; contenção e geoconformação das margens dos córregos conforme planilhas, cronograma físico–financeiro, especificações, projetos básicos e memorial descritivo anexos, no período de 24 meses ou 730 dias a contar da contratação da vencedora da Concorrência Pública.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »