30/01/2016 às 10h29min - Atualizada em 30/01/2016 às 10h29min

Fórmula 85/95 melhora chances da desaposentação

O trabalhador que se aposentou antes da criação da nova regra e permaneceu contribuindo, poderá pedir na Justiça a desaposentação pela fórmula 85/95.

A nova fórmula 85/95 de aposentadoria trará impactos positivos para muitos brasileiros. Ponto importante é que serão muitos novos brasileiros que poderão buscar a revisão de sua aposentadoria.

"Isso ocorre principalmente com as mulheres nascidas a partir de 1960 e homens a partir de 1955 e que se aposentaram antes de julho deste ano e continuaram a trabalhar, pois esses poderão utilizar essa mudança garantindo um aumento significativo na aposentadoria, é a desaposentação pela fórmula 85/95", explica o presidente da G. Carvalho Sociedade de Advogados, Guilherme de Carvalho.

Desaposentação pela fórmula 85/95
Para entender melhor, ocorre que no mês julho o governo aprovou a regra para a aposentadoria integral para o trabalhador que hoje cumpre com a pontuação de 85 pontos mulher e 95 pontos homens, essa mudança beneficiou os trabalhadores elevando diversas aposentadorias. Contudo, o trabalhador que se aposentou antes da criação da nova regra pelo Governo Federal e que permaneceu contribuindo, poderá pedir na Justiça a desaposentação pela fórmula 85/95, isto é, utilizará a nova regra para o cálculo!

Como isso pode beneficiar?
Ocorre que agora, todas as mulheres que se aposentaram com a idade de 55 anos e homens com idade de 60 anos  antes de julho de 2015 tiveram uma perda de até 50% pela incidência do Fator Previdenciário (Calculo de Expectativa de Vida), no entanto, se esses beneficiários continuaram contribuindo eles poderão pedir a desaposentação, que é a troca da aposentadoria que recebem atualmente por uma mais vantajosa e, pela regra atual, poderão elevar os ganhos até 100% do valor calculado, sem a incidência do fator previdenciário.

Como conquistar esse benefício?
Para quem se enquadra nesse perfil, o caminho é primeiro realizar um cálculo, para avaliar como a utilização da fórmula poderá beneficiá-lo. Caso realmente isso represente em ganhos reais para o trabalhador, o próximo caminho será entrar com uma ação judicial, solicitando a desaposentação pela fórmula 85/95. Sendo que são diversas as decisões favoráveis ao tema em todo o Brasil. Nesse caso nãos será diferente.

Fonte: DSOP Educação Financeira- G. Carvalho Sociedade de Advogados
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »