08/02/2016 às 18h34min - Atualizada em 08/02/2016 às 18h34min

‘Descamisados’ homenageia fundador que não faltou nenhum carnaval nos 51 anos de existência do bloco

A segunda-feira de carnaval é certa para o ‘Bloco dos Descamisados’ que deste 1965 reúne a turma para curtir o carnaval. A reunião de amigos aconteceu pela primeira vez na Barbearia do Fizinho. O calor escaldante característico da região sudeste estava intenso em Leopoldina. Diversas pessoas estavam aguardando a sua vez de fazer a barba, quando o Sr. José Simão sugeriu ao engraxate para que fosse buscar uma cerveja, seguida de outras pagas pelas pessoas que ali se encontravam.

A empolgação tomou conta do ambiente e o lema ‘Tira a camisa e paga uma’ é lembrado até hoje pelos fundadores, que se reuniam sempre na Barbearia do Fizinho, localizada à época na Rua Barão de Cotegipe.

Fizinho, considerado o ‘eterno presidente’ mudou o ponto de sua barbearia e a festa passou a ser comemorada ao lado da antiga rodoviária, na  Praça Felix Martins. Com o passar dos anos a esquina com as ruas Barão de Cotegipe e Tiradentes virou o ponto de encontro dos foliões, que se reúnem há 51 anos ininterruptos.

José Maria Barroso Domingues (foto ao lado), um dos fundadores do Bloco, esteve presente todos os anos de comemoração desde sua fundação, sendo homenageado pelos amigos com um samba cuja autoria é de ‘Nando Bagagau’. Também foi afixado um banner com fotos e uma caricatura feita por Luciano Baía Meneghite.

Batucada, muita cerveja e animação marcou mais uma vez o carnaval de Leopoldina com o bloco caricato mais antigo de Leopoldina.

José Maria Barroso Domingues (foto), observando as fotos e caricaturas do banner em sua homenagem.





Quatro fundadores do bloco estiveram presentes neste ano: José Maria Barroso Domingues, Paulo Gama, Venício Barbosa e Alcir Queiroz.


Mais um registro histórico do Bloco caricato mais antigo de Leopoldina.
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »