19/02/2016 às 17h12min - Atualizada em 19/02/2016 às 17h12min

Juiz de Fora tem seis mortes por dengue e 1.653 casos confirmados da doença

Renata Evangelista - Hoje em Dia
Prevenção é a única forma de evitar o aumento de casos de dengue. (Foto:Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr)

Juiz de Fora, na Zona da Mata, registrou, até esta sexta-feira (19), seis mortes por dengue em 2016. Três confirmações, de acordo a Secretaria de Saúde do município, ocorreram nesta semana.

Balanço divulgado pelo órgão revela ainda que, nos primeiros 50 dias deste ano, 1.653 casos de dengue foram confirmados na cidade. O número representa uma média de 33 infectados por dia. A doença é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, vetor também do zika vírus e da febre chikungunya.

Óbitos

Conforme a Secretaria de Saúde, nesta sexta foi confirmada a morte de uma idosa de 87 anos em decorrência da doença. Também nesta manhã foi constatado que uma outra idosa também faleceu por causa da enfermidade.

O caso, contudo, está em investigação em Juiz Fora por causa da procedência da vítima, que pode ter contraído a doença na cidade vizinha, Bicas. Na tarde de quinta-feira (18), o órgão finalizou investigações e concluiu que uma idosa de 74 anos, que faleceu no último dia 5, também tinha dengue.

Outros três óbitos já haviam sido confirmados em janeiro deste ano. A Secretaria Estadual de Saúde (SES) ainda não foi notificada de todas essas mortes.

Esforços

Por meio de nota, a prefeitura destacou que não tem medido esforços para conter a proliferação do Aedes aegypti na cidade. Mutirões estão sendo realizados desde agosto de 2015 e, além disso, campanhas educativas são constantemente realizadas.

Desde quinta-feira, a cidade conta com o auxílio de um carro-fumacê, reforçando a atuação dos 150 agentes de combate a endemias e também dos 140 militares que fazem a vistoria nas casas.

"Juiz de Fora é um dos poucos municípios do país a montar um centro especial para tratamento das doenças transmitidas pelo mosquito, com distribuição gratuita de kits de hidratação para mais 48h de tratamento domiciliar", informou a prefeitura.

 

sintoma zika chicungunha dengue

sintoma zika chicungunha dengue

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »